sábado, 22 de julho de 2017

PERGUNTE AOS MESTRES - 107



CONGREGAÇÃO DE PAZ E TRANSFORMAÇÃO

PURIFICAÇÃO E TRANSMUTAÇÃO

PAZ, LUZ E AMOR.


* Para enviar uma pergunta aos Mestres, acesse o site:http://www.pazetransformacao.com.br/. O formulário permanece disponível somente às segundas-feiras.

MEU SONHO TERIA SIDO UMA PREMONIÇÃO?

Pergunta:

Mestres. Há uns meses eu tive um sonho com uma pessoa que eu não prestava atenção, não havia notado essa pessoa de forma significativa. Depois do sonho passei a encontrá-lo com maior frequência e agora eu o vejo me olhando constantemente como se quisesse dizer algo. A sequência de fatos após o sonho me deixou intrigada. Teria sido o sonho uma premonição? Existe algum tipo de laço entre nós que eu desconheça no momento? Gratidão Imensa. Amor e Luz!

Resposta:

Filha. Porque não pergunta à pessoa. Se você está interessa em algo, por que não deixa claro os seus sentimentos? Qual o medo que te aflige de dizer o que sente. O medo de ser rejeitada? Pule na vida, filha, sinta dor se for o caso ou sinta amor. Mas se jogue e vive. Não viva na mente, na dúvida, viva a vida como é. Esteja em paz.

Sou Rowena

O FINAL DO MEU RELACIONAMENTO ESTÁ AFETANDO AS OUTRAS ÁREAS DA MINHA VIDA

Pergunta:

Olá, meus amados. Peço humildemente a ajuda de vocês para esse momento difícil que enfrento. Há seis meses me separei de um casamento que durou quase 7 anos. Mas mesmo depois da separação, nós não nos afastamos. Ele continua morando comigo e estivemos convivendo como amigos por um tempo. Recentemente, brotou novamente o amor que eu sentia por ele ainda mais intenso que antes. Declarei-me, mas ele sente muito medo de sofrer de novo. Sinto que ele quer nos dar uma nova chance, mas ele diz que não sente nada mais por mim, que o coração dele está confuso e que precisa de um tempo para tentar romper o bloqueio que ele mesmo criou depois da nossa separação, que foi dolorosa para ambos. Mas eu não tenho conseguido me controlar, ter paciência para esperar esse tempo, sendo que ele mora sob o mesmo teto que eu e com isso, me sinto culpado por estar exigindo uma situação que só poderá ser verdadeira se for natural. Sinto-me muito mal com tudo isso, e isso afeta imensamente todas as outras áreas da minha vida, pois não tenho alegria de fazer mais nada. Sinto-me desequilibrado por causa disso, por mais que eu esteja sentindo que estou sendo guiado pelo meu coração.

Resposta:

Filho. Observe como condiciona sua felicidade a algo externo? Que não se vê capaz de seguir em frente por si só. O que sente filho, está longe de ser amor, mas pode ser visto mais como uma dependência emocional que criou sobre um irmão. Observe como a vida é grande, como o planeta é grande, quantas oportunidades você tem na vida e verá como tudo isso que sente é uma ilusão do ego, de dependência de algo que cumpriu seu ciclo. O melhor, filho, é você se afastar, deixar a situação se finalizar e respirar. Após esse afastamento poderá sentir seus reais sentimentos e deixar com que se suavizem. Você verá que não depende de nada, pode ser feliz por si só. Esteja em paz.

Sou Kuthumi

PORQUE SINTO FORMIGAMENTO NA FACE DURANTE A MEDITAÇÃO?

Pergunta:

Bom dia Mestres amados. Depois de muitos anos em que me questionei qual o meu papel neste mundo e de viver uma vida sem espiritualidade, recentemente comecei a ver e a entender as coisas de outra forma e sinto que estou mais equilibrado. Certas coisas sobre a minha maneira de ser e agir, ficaram mais claras para mim depois de passar a frequentar um centro holístico e ir para fazer meditações em grupo, frequentemente. Sempre fui introvertido e bastante racional (mental), o que implicou uma mudança muito grande na minha maneira de estar nesta vida. Sei que tenho um caminho a percorrer e que devo deixar fluir e viver no agora, mas às vezes quando eu vou meditar, sinto que sou olhado como alguém sem espiritualidade, e não me sinto integrado. Depois de algum tempo em que ia meditar e não tinha nenhuma sensação física, mais recentemente comecei a sentir um "formigamento", especialmente na face. Será isso a minha própria energia ou a sensação dos seres angélicos que me rodeiam? Sempre me senti atraído pelo "outro lado do véu", mas fico na dúvida se é o meu ego ou se
realmente é a minha intuição a mostrar-me o caminho para aprofundar os meus estudos na área. Grato pela vossa atenção, independentemente de receber a resposta ou não. Muito obrigado.

Resposta:

Estamos a o envolver em todo o tempo, filho, trazendo a você as respostas às suas dúvidas, e reafirmando a nossa presença. Enquanto está em estado meditativo, coloca-se em abertura à nossa aproximação, pois nos aproximamos de ti por ressonância. Você passa a vibrar energia mais sutil e de entrega, e então acaba por atrair a nossa presença, que vamos nesses momentos o irradiar, ancorar a nossa energia em ti. Dessa forma, gradativamente, perceberá com mais frequência essas sensações. Até que esteja mais ancorado em nossa energia e possa sentir em outros momentos. Estamos aqui a reafirmar a sua fé, a mostrar a ti que sim, você é luz. E somos como você, também luz.

Sou Arcangelina Fé

PEÇO ORIENTAÇÃO SOBRE O MEU RELACIONAMENTO HOMOAFETIVO

Pergunta:

Olá, tenho um relacionamento homoafetivo e no último ano nos separamos duas vezes, minha companheira quis voltar para o ex dela. A primeira vez que nos separamos, ficamos um mês, depois começamos a conversar e voltamos. A segunda vez, ficamos quase quatro meses separadas, e nesta ela chegou a ir morar com a ex. Em determinado momento nos falamos e decidimos voltar. Ela tem dois filhos, um mora com o pai e o outro conosco. E ele entrou com pedido judicial para guarda unilateral das crianças. Durante o tempo que estivemos separadas, eu não queria o mal dela nem das crianças, mas acabei na hora da raiva indo falar e desabafar com a atual do ex dela. O meu intuito sempre foi ver as crianças, mas acabava por mudar o assunto e minha dor era inflamada. E por voltarmos, ele acabou anexando parte destas conversas na ação judicial. Estamos vivendo bem, em harmonia, mas às vezes vem alguma lembrança do que vivi e por mais que tente acabo falando o que deixa minha companheira triste. Hoje vejo e entendo o porquê devemos meditar e nos calar diante dos problemas e que agir no impulso ou no fervor de um sentimento não traz solução a nada. Sei também que isso que estamos passando são consequências de nossos atos, meus e dela. Mas ficamos tristes e receosas de que a criança seja afastada de nós. Ela principalmente. Sei que não se deve alimentar o medo e que ninguém perde aquilo que é. Também temos preocupação com a mais velha que só pensa em morte e diz que não se sente bem ao ser feliz ou alimentar sentimentos bons. Gostaria de uma orientação quanto a essas questões e para que possa passar tranquilidade a minha companheira. Desde já muito obrigada!

Resposta:

Filha. Absorva as lições de seus atos. Mude-os e utilize o aprendizado. Arque com as consequências daquilo que criou e confie que o melhor se dará. Tudo é aprendizado, tudo é luz. Veja a luz na sua vida a partir das lições. Deixe que o resto se resolva ao seu tempo, mas não negue aquilo que trouxe a sua vida. Apenas viva.

Sou Confúcio


Canais: Thiago Strapasson e Michele Martini – Julho de 2017.

Colaboração: Ilza Barreto.

Fonte: www.pazetransformacao.com.br