sábado, 10 de junho de 2017

A liberação do Sagrado Feminino - Xatialiê - Durga Kali

 


Filhas

Por muitas eras vocês carregam o peso do sofrimento em seus corações.

Vocês têm trazido como bagagem transcendendo gerações, as dores vividas em diversas experiências durante as suas histórias de alma.

Vocês, como mulheres, estiveram inseridas em ambientes, experiências, em tempos de paz e em tempos de guerra. E dentre tantos fatos que se desenrolaram em suas histórias, endureceram os vossos corações diante de tanto sofrimento.

O sofrimento vivenciado na pele, mas também aquele observado em seu meio externo.

Trouxeram as dores, que foram contribuindo a formar um escudo protetor, para que estivessem preparadas e protegidas a viver eras de tantas guerras e sofrimento.

Protegeram os seus corações, formando em torno deles o escudo protetor que aqui represento como essa fera onde vocês me veem montada a guerrear com todas as dores guardadas no coração, mas que tem o simples propósito de desbloquear essas restrições.

Vocês carregam dentro dos seus corações certas lembranças de sofrimento, e construíram o escudo protetor antes mesmo de curá-las, como uma forma de se protegerem de mais sofrimento.

Passaram a ver com olhos turvos o significado da fera interior. Daquela que não deveria morar do lado de dentro, mas sim ser uma aliada a mostrar como expor para o externo as suas dores, como o rugido desse animal, desse felino, que quer de qualquer forma ser liberado de dentro dos seus corações.

Venho mostrar a vocês que é possível se desvincularem da fera, deixando de se identificar com ela, e tornando-a a sua aliada, na cura do seu próprio coração.

A fera que está comigo, está também com vocês, mulheres, que deixaram por tanto tempo de viver o sagrado feminino, e deixaram essa poderosa arma de amor guardada dentro dos seus corações, protegidas de todo o mal, mas por tanto tempo impedida de se manifestar para o externo, e fechando-as a sentir o poder da mulher, do sagrado feminino.

Vocês então, nesse momento, tem a oportunidade de trabalhar essa liberação, deixando que essa fera faça parte de vocês por um momento, para que, assim como eu, passem a domá-la, tê-la como sua aliada, na manifestação do amor ao externo, mas apenas como um escudo externo, e que não impede que manifeste o amor dos seus corações.

Vocês deixam sair, nesse momento, essa fera.

Repetindo por três vezes e quantas vezes forem necessárias o código XATIALIÊ. Com as mãos posicionadas no cardíaco repitam por três vezes, e em seguida sobre o chacra da garganta por mais três vezes, a permitir a liberação para o externo, do rugido dessa fera.

Juntamente com essa liberação, a fera expõe o rugido do felino, mas também as lágrimas que ficaram aprisionadas dentro dos seus corações, e que foram fechadas dentro do escudo do medo, da auto proteção.

Repitam por 21 dias, diariamente, essa aplicação, permitam que saia o rugido da fera, olhem para o alto, e deixem sair pelas suas bocas, abertas a rugir, o grito desse felino interior. E deixem que saiam as lágrimas a escorrerem pelos seus rostos, aqueles rostos das mulheres, mães, guerreiras, que já não mais querem ficar aprisionadas e vivendo a fera. Mas sim querem se liberar, se soltar, deixar que a fera saia, e se torne a sua amiga, protetora e guardiã.

Vocês são guerreiras do amor, sigam em paz e liberando as dores dos seus corações, nessa nova etapa de aprendizado, onde não mais aceitam a imposição do medo e o impedimento da manifestação do que vocês têm de mais sagrado. Que é o aspecto feminino contido por tanto tempo, e impedido de ser manifestado.

Assim também os homens podem proceder, para trazer o equilíbrio e o ancoramento dessa energia libertadora, que os permite ser amor, irradiar amor, e também o perdão.

Estarei com vocês a cada invocação. A trazer a força, formando um escudo protetor, pois somos todos Um. Estamos unidos no amor, e na libertação dos aspectos mais sagrados.

Sou Durga Kali

Canal: Michele Martini – 08 de junho de 2017.

Fonte: www.pazetransformacao.com.br