sábado, 4 de março de 2017

PERGUNTE AOS MESTRES - 16




CONGREGAÇÃO DE PAZ E TRANSFORMAÇÃO

PURIFICAÇÃO E TRANSMUTAÇÃO

PAZ, LUZ E AMOR.


* Para enviar uma pergunta aos Mestres, acesse o site:http://www.pazetransformacao.com.br/ e preencha o formulário ao lado direito da página inicial. O formulário permanece disponível somente às segundas-feiras.

AMOR E RELACIONAMENTO

Pergunta:

Olá Mestres,
Estou imensamente feliz em poder ter esse contato com vocês. Relacionamento amoroso sempre foi algo muito importante para mim e minha felicidade. Eu sempre tive muitas paixões, porém a maioria sempre segue o mesmo padrão. Quando me apaixono percebo que sou sim correspondida com sentimentos da parte do outro, sinto que eles sentem algo por mim, porém eu tenho muito medo de me machucar e não ser boa o suficiente para eles quererem me namorar então eu por medo de afastá-los ao perceberem o quanto eu quero algo sério acabo sendo um pouco fria e ajo como se não quisesse nada sério. Porém continuo indo atrás e querendo sair e quando menos espero eles começam a namorar outras mulheres.
Já aconteceu diversas vezes, mas a que mais me machucou foi essa última vez com o Pedro.
Apaixonei-me e já no começo ele disse que não queria nada sério, mas eu já tinha gostado demais para não tentar. Eu dessa vez resolvi fazer diferente e não parecer tão fria ou como se não quisesse nada com nada. Resolvi demonstrar minhas intenções, porém para não errar mais resolvi procurar conselhos de tarólogos e entidades da umbanda e todos me diziam para ir com calma, me fazer apenas de amiga, ir comendo pelas beiradas, pois ele era um cara que tinha medo de relacionamento sério e se eu não me segurasse ele ia se sentir sufocado. Então eu tentei fazer isso, estava sempre presente, mas sem pressionar nem me declarar, apenas sendo uma ótima companhia. Teve um dia que ele inseriu uns assuntos mais de relacionamento sério, mas eu com medo de assusta-lo apenas escutei calada, me arrependi, pois eu queria ter dito naquele momento o quanto eu também queria apenas ele, mas lembrei dos conselhos e me contive. Enfim logo ele sumiu e depois de apenas algum tempo já está namorando outra. O que mais me dói foi que dessa vez tentei fazer tudo certo, e quero saber onde eu errei com ele, cobrei demais? Não correspondi e não colaborei para que ele entendesse que queria realmente algo sério? Não passei segurança? Tem algo em mim que faz tudo dar errado? Ou nem foi por minha culpa que isso não virou um namoro, mas sim porque não era para ser? Fico muito triste pensando que talvez tenha falhado pelos mesmos erros novamente, mesmo tentando fazer diferente. Queria saber o que eu não faço que as outras fazem, e se ainda serei feliz e realizada no amor e o que tenho que fazer para isso acontecer. Amo todos vocês e sempre acompanho as mensagens e fico eternamente grata pela resposta e carinho. Beijos

Resposta 01:

Amada filha,
Sou mestra Rowena e estou aqui para confortar o seu coração machucado de tanto errar, minha querida.
Querida, estás percebendo o quanto tem insistentemente tentado ser sempre algo que não você mesma?
Seja você mesma, minha amada. Não tentes mostrar um rosto que não corresponde com a sua verdade interior. As pessoas tendem a se afastar quando percebem que não estão conseguindo uma conexão verdadeira com a outra.
Se não estás sendo verdadeira nos seus relacionamentos, é porque não aceitas a você mesma como és.
Portanto minha filha passe a aceitar o seu jeito querido e amável de ser. Você é um ser de muita luz e irradia amor. Expanda esse amor, não o contenha. Seja o que o seu coração guiar, e as pessoas certas irão se aproximar por ressonância.
Verás como a verdade atrai a verdade. Seja verdadeira contigo mesma, filha. E terá relacionamentos verdadeiros.
Com amor

Rowena.

Resposta 02:

Minha amada irmã, saudações sou seu irmão El Morya.
Você traz dentro de si um ciclo de repetições das mesmas emoções, dos mesmos sentimentos e dos mesmos receios. Você precisa se atentar para ver que não precisa de ninguém em sua vida. Não digo que deve estar só, não é isso. Mas precisa se atentar que estando ou não com alguém ao seu lado sua vida continuará, você será feliz. É esse sentimento que precisa encontrar em seu coração.
Quando tiver contato com esse sentimento profundo eu lhe asseguro que poderá se entregar de corpo e alma aos relacionamentos, poderá se abrir a doar e receber amor num fluxo divino.
É que quando não trazemos essa confiança, essa fé em nós mesmos e em nosso interior, não nos entregamos com receio de nos magoarmos. E é esse receio que nos conduz à decepção.
Vamos compreender algo, seu foco cria sua vida. Se entrar em um relacionamento com receio de se magoar, esse será o resultado. Mas se conduz essa mesma relação a partir de um ponto base de ancoramento em seu próprio amor, na confiança que tem tudo que necessita dentro de ti, então naturalmente essa relação se construirá dessa forma, e caso não prospere é simplesmente pelo fato de não ser a pessoa nem a hora adequada, mas não pelo medo da entrega absoluta.
Mas quando relutas em se entregar aqueles que se aproximam de ti, então você constrói relações fundadas no medo e na desconfiança, as quais não prosperam por não ser construídas numa base sólida de fé na vida.
Veja que tens dentro de ti um ciclo ininterrupto que se repete de tempos em tempos. O que precisa é quebrar esse ciclo, mas não esperando a mudança de comportamento do parceiro, mas mudando o seu próprio.
Veja que já deu importantes passos nesse sentido e hoje já se questiona com clareza o motivo. A partir desses passos já dados você está próxima de quebrar esse ciclo de decepções a partir da construção de sua força interior.
Esteja em paz minha irmã.

Sou El Morya.

CORAÇÃO

Pergunta:

Olá queridos,
Eu tenho dentro de mim um medo bem escondido, muito grande de me machucar com as pessoas. Já saio correndo e me afasto ao menor sinal de que algo não vai bem. Às vezes fico um pouco agressiva. Devido a varias situações que já passei. Mas não quero ser assim. Gostaria de saber como posso trabalhar isso? Quero mudar, mudar minha vida. Gostaria de trabalhar por conta própria, acho que seria mais feliz. Pois não me encaixo com facilidade em empresas normais. Penso em trabalhar com cristais e tarô. O caminho está aberto para isso? Gratidão pela oportunidade.

Resposta:

Minha filha,
Esse medo que guarda é a lembrança de um ego machucado e dolorido. De antigas decepções da vida. Mas somente se liberará dessa restrição quando sentir o amor dentro de si mesma, quando não esperar mais comportamentos externos nem retribuições. Quando viver a sua vida sem esperar nada daqueles que estão ao seu lado. Esse é um primeiro passo para o auto amor.
Pois minha filha, quando o amor parte de dentro de nós mesmos não necessitamos esperar nada de outros irmãos. Então podemos simplesmente interagir com alegria, em confiança de que jamais seremos decepcionados, pois tudo que guardamos está em nosso coração.
A vida que necessita mudar minha querida, não é a vida profissional, mas a vida interior, onde pretende ganhar confiança em si mesma. Você poderá trabalhar com o que desejar, pois jamais lhe faltará nada, mas por onde for sempre essa sensação de que será decepcionada será levada consigo, pois é assim que vê a vida.
Você sempre espera de seus irmãos que será traída ou não compreendida. Mas precisa entender que essa não é você, é apenas um comportamento que precisa transmutar e purificar para que esteja livre a se relacionar com todos.
E essa situação partirá de seu auto amor, quando então compreenderá que jamais se decepcionará, pois tudo que necessita está em seu interior.

De seu irmão Gregório

DORES NO CORPO/KARMA/RELACIONAMENTO DIFÍCIL COM A MÃE

Pergunta:

Olá mestres, já faz muitos anos que eu enfrento uma série de sangramentos que surgem de uma hora para outra, até hoje eu não tive um diagnóstico preciso, e todos os tratamentos que fiz não adiantaram. Isso poderia ser karma ou alguma outra causa espiritual? Além do mais eu sinto muitas dores pelo corpo, sinto a uns seis meses que tem algo por dentro da minha barriga, acima do umbigo, ao me tocar no banho sinto um caroço, mas não é visível, apenas sinto e isso dói ás vezes, e ainda não foi identificado o que está causando isso. Além disso, tenho um cansaço extremo, que me impede de trabalhar e estudar, não me sinto bem em lugares movimentados, cheios de pessoas. Não tive outra escolha a não ser me isolar disso tudo e ficar em casa desde 2015. Agora eu estou pretendendo voltar a trabalhar, porém antes preciso resolver esses problemas de saúde, pois não tenho disposição para fazer todas as minhas atividades diárias. Eu tenho apenas 21 anos, tem sido muito difícil para eu vivenciar isso, eu gostaria muito de compreender também a relação difícil que tenho com minha mãe, volta e meia nos desentendemos e tudo isso faz eu me sentir pior. Então eu gostaria de um entendimento, uma orientação sobre o que devo fazer para mudar isso e ter uma vida feliz e saudável.
Gratidão Amados!

Resposta:

Querida filha,
Hoje percebes o quanto os relacionamentos interferem em seu estado físico.
Em alguns anos atrás, antes de sentires esses sintomas, vivias uma vida onde trouxe experiências que a levaram a essa situação atual.
Estando consciente desse fato minha pequena, basta buscares nas vivencias passadas o que não foi ainda superado. Aquilo que ficou como se fosse um passado esquecido, mas que ainda faz parte de você mesma.
A cura só será possível querida, se olhar para o passado e encontrares aquilo que estás tentando esconder de ti mesma, como se essas vivências não tivessem ocorrido, mas sabes que a persegue em pensamento, pois precisa curá-las.
O corpo procura liberar todos esses sentimentos contidos de alguma forma, em alguns casos essas são causas de câncer. No seu caso querida, estás liberando pelo seu corpo da forma que estás observando, tudo aquilo que não aceitaste trabalhar dentro de ti mesma e liberar de forma purificada do seu espirito.
A relação com a sua mãe querida, melhorará a partir do momento que decidires trabalhar essas situações.
A transmutação e em seguida a purificação para que possas libertar-se de experiências dolorosas atuais, será somente conseguida quando olhares para o passado e decidires curá-lo.
Siga em paz, minha querida.

Mestra Pórtia.

PROFISSÃO E PROPÓSITO DE VIDA

Pergunta:

Amados Mestres,
Sinto-me desalentada e triste com a minha vida, como se nada desse certo e sem eu saber por quê. Sinto que tenho um propósito nesta vida, mas não consigo lá chegar, parece que não é para mim. Mas no fundo eu sinto que é. Serei eu a querer “ouvir” o que penso que está certo e me faria feliz? Há algo que eu possa fazer para ajudar à mudança que tanto quero? Vou conseguir mudar a minha vida profissional e seguir o rumo da retidão com que tanto me identifico? Grata pelo vosso Amor e pela vossa resposta.

Resposta:

Minha querida filha,
Percebes quanta ansiedade há numa simples pergunta? Quanto anseio pelo futuro?
Agora te questiono. O que te faz ter todos esses anseios em relação ao futuro?
Pois quando permanecemos presentes e ancorados no agora, nos observamos nos questionamos como nos modificar no agora. Quando lançamos todos os questionamentos ao futuro que quem sabe virá, nós deixamos de modificar justamente aquelas restrições que nos conduziram à vida que temos.
Eu lhe peço minha filha, que antes de jogar todo esse anseio ao que está por vir, comece a sentir e olhar para suas emoções presentes, inclusive para seus anseios futuros. Observe-se minha querida com naturalidade aberta para tudo o que és.
Precisam se atentar que o que vivem, criam a partir do coração. E essa criação é uma lei de ressonância, pois se jogam todo esse anseio para seu futuro mais dificuldades e obstáculos estarão a atrair. Mas se já se centram em sua paz interior, buscando seu próprio melhoramento, suas emoções, seus sentimentos, trabalhando as crianças interiores, então a vida vai se suavizando, se modificando.
Antes de se fazer tantos questionamentos quanto ao futuro, questione-se no agora. O que pode melhorar dentro de si para criar a vida de seus sonhos, o que a trouxe a essa vida que não te traz felicidade, e a partir dessa modificação interior projete-se ao futuro como uma pessoa melhor.
Eis aí minha irmã o caminho de conter toda essa ansiedade quanto ao que está por vir. Concentrar-se no agora, buscando sua paz e seu silêncio interior.
Esteja nessa paz, ancorada no propósito de sua alma, na certeza de que o melhor está por vir que assim será.

Mestre Saint Germain

RESPONSABILIDADES ESPIRITUAIS

Pergunta:

Percorri quando adulta e por muitos anos Centros Espiritas porque na altura dos meus seis ou sete anos era sonâmbula e já percebia algumas sensibilidades em mim, não de visão ou audição, mas presenças. Nunca desenvolvi mediunidade por não haver encontrado dentro dos Centros uma coerência com as atitudes das pessoas ou médiuns. Algo sempre me incomodava, talvez a falta de entrega das pessoas ou a verdadeira tarefa de servir e ajudar. Há quatro anos não frequento mais, e apenas leio muitos artigos e livros, mas algo me falta, talvez uma participação em grupos de trabalho ou de estudo. Na minha ultima participação no Centro Irmã Rosária, a entidade que sempre me atendia, pai Jacó (Preto Velho) que era de muita ternura, comentou comigo que a minha mediunidade era “Maravilhosa” (palavras dela) e que eu deveria procurar desenvolvê-la. Pergunto: Tenho mesmo alguma mediunidade especial e que possa ajudar os outros? Devo seguir este conselho ou as minhas interiorizações, meditações e leituras pessoais bastam? Sou muito grata desde já.

Resposta:

Minha amada irmã,
Gostaria de lhe dizer algo que talvez a surpreenda. A sua mediunidade se abrirá quando permitir em seu interior o contato com aquilo que guardas em seu coração. Eu digo minha irmã, com seu propósito de alma que sua intuição lhe mostrará.
Você é uma dessas irmãs que vieram preparadas para o exercício de uma linda atividade de auxílio, você está pronta querida. Mas o que precisa é buscar em seu interior essa ternura que te abrirá ao verdadeiro propósito para o qual vieste.
Veja que enquanto buscar tudo que guardas dentro de si em grupos e ou livros buscará por algo externo. Mas compreenda que já trouxe tudo que necessita para sua própria evolução. O conhecimento, a congregação com outros irmãos, pode sim ser buscado, mas sempre se abrindo a sua intuição, a sua verdade, aquilo que já trouxe e está pronta para fazer.
O que precisa fazer é buscar o amor dentro de si, trabalhar energeticamente aquilo que te restringe, pois a partir dessa purificação interior minha amada, seus dons que são naturais de ti se abrirão a receber nosso amor.
Fique em paz minha irmã
Com todo amor

Rowena

UMA EXPERIÊNCIA MARAVILHOSA

Pergunta:

Olá queridos mestres.
No começo do ano de 2015 tive a melhor experiência energética nessa minha vida até o momento. Eu sentia amor, gratidão, felicidade e prazer. Essa experiência durou dois dias. Nesses dois dias, meus pensamentos de julgamento pararam, e todas as outras formas de pensamentos negativos. A minha pergunta é: O que aconteceu para que eu tivesse essa experiência? Como eu posso voltar a experimentá-la novamente e porque eu não consegui manter essa energia por mais tempo?
Gratidão.

Resposta:

Querido,
Existem momentos que nos colocamos em equilíbrio energético. Que estamos em paz. Mas passamos por períodos de contínuo desenvolvimento, onde nosso ponto de equilíbrio está sempre sendo transferido para mais à frente e novamente somos arrastados á modificação de nós mesmos.
O Estado de paz é nosso estado natural, esse estado de equilíbrio. Mas nesses tempos eles acontecem e logo o processo se reinicia.
Há momentos de calmaria onde sentimos esse equilíbrio em nosso ser e momentos de transformação.
Assim como num ciclo, onde estão sendo remexidos e empurrados a ir mais adiante.
Aproveitem esses momentos de calma, equilíbrio e ancoramento para descansarem e se recomporem, pois o processo de elevação coletivo é contínuo. Esses momentos de simplesmente experimentar a paz são necessários para que o processo em seguida seja retomado.
Esteja em paz meu irmão,

Serapis Bey

Canais: Thiago Strapasson e Michelinha OM – janeiro/2017.

Colaboração: Lara Rosa Branca, Ale Sunshine e Ilza Barreto.

Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/ e http://verdadetransmutadora.blogspot.com.br/