quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Uma Mensagem de Final de Ano – Mãe Maria



Mensagem recebida ao som do Mantra: Sat Gur Prasad - Mirabai Ceiba

Trago, hoje, uma mensagem para levar vocês ao fluxo do momento, para que possam se soltar e deixarem-se levar pelo “rio de Luz que corre em velocidade acelerada” nesse final de ano.

Meus Queridos Filhos, vemos vocês, nesse momento, vivendo as suas vidas em ritmo acelerado, preocupados com os presentes, com o dinheiro, com os assuntos urgentes do trabalho e, principalmente, com a falta de tempo para concluir todas as atividades, para que possam vivenciar todas as experiências sem saírem de seu equilíbrio.


Mas, estando sempre preocupados em atender a todas as necessidades do momento, se esquecem de vocês mesmos.

Queridos Amados, onde, nesse fluxo todo de atividades, fica o seu lugar? Vocês deixaram um espaço para que possam ser vocês mesmos? Viver? Respirar? Atender as suas próprias necessidades?

Vejo vocês, Amados Filhos, sendo levados como um “bote perdido no mar revolto” em meio a esse turbilhão de acontecimentos, e venho lhes trazer a lembrança de que vocês podem “jogar a âncora” para impedir que o mar revolto os leve, mas que podem, também, “estender o leme” e deixar que o fluxo os leve com naturalidade.

A escolha é vossa, Meus Amados. Vocês podem optar em permanecer respeitando o seu interior, o seu coração e suas necessidades individuais, escolhendo não participar desse fluxo que leva tantos outros, ou vocês podem “estender esse leme” e permitir que esse turbilhão os leve, sem destino e sem permitir que vocês tomem as rédeas de suas próprias vidas.

Ao tomar as rédeas, Amados, vocês não deixam de viver aqui, em meio a tudo isso. Vocês permanecem vivendo, mas se lembram de quem vocês são e o papel que representam. O que está ao seu alcance? Do que vocês são capazes dentro das suas limitações, respeitando seu equilíbrio e qualidade de vida? Entendendo os seus limites, Meus Amados Filhos?

Tomem por um momento a ciência da realidade. Parem e observem esse turbilhão acontecendo, mas observem ao longe, como se vocês estivessem ainda dentro de vocês mesmos e o turbilhão passasse somente do lado externo, sem os atingir.

Sejam focos de Luz em meio ao turbilhão. Conectem-se às boas energias desse período de Amor e Paz. Conectem-se à Fraternidade, à Paz, à Caridade. Utilizem as suas energias para si mesmos e, também, para levar equilíbrio aos outros, mas para isso, deverão estar centrados em vocês mesmos, sem deixarem-se levar.

Nosso querido São Francisco de Assis nos lembra, na sua linda oração, onde pede para o Pai que “possamos ajudar mais do que ser ajudados”. Lembremos disso, Meus Amados Filhos. Até quando nos deixaremo-nos levar por esse turbilhão de emoções que envolve tantas pessoas, sem nos centrarmos em nós mesmos?

A nossa maturidade e elevação espiritual começa a se materializar em nossas vidas, a partir do momento em que decidimos não fazer mais parte da grande massa energética, e sim sermos focos de Luz. Assumirmos o nosso papel nesse planeta. Assumirmos as responsabilidades pelos nossos atos e sentimentos, sem tentarmos encontrar as justificativas para o nosso desequilíbrio nos fatos que ocorrem.

Enquanto permanecermos olhando para o externo, Queridos Filhos, deixaremos em segundo plano “o olhar para dentro de nós mesmos”.

Essas emoções afloram dentro de vocês, para que possam transmutá-las em Amor e Luz. Para que possam parar por um momento e observar os sentimentos chegando e, assim, poderem curar as causas. Cada um de vocês, Queridos, tem algo a ser trabalhado, e que é a causa dos sintomas que vocês sentem no momento. Portanto, esse período abençoado, é quando vocês têm a oportunidade de expor e curar.

Exponham tudo o que sentem. Exponham seus medos, suas angústias, seus anseios, suas inseguranças, suas lágrimas para vocês mesmos. Deem-se o presente de reservar um momento para si e, então, assumir a vocês todos esses aspectos. Será algo entre vocês e Deus. Portanto, Meus Amados, vocês poderão expor os mais íntimos sentimentos inferiores e poderão trabalhar na causa, levando em seu pensamento aquela pergunta: Por quê?

A cada ponto que os incomodam, que podem escrever em um papel ou refletir em pensamento, perguntem-se: Por que se sentem assim? E respondam a vocês mesmos, mesmo que a resposta seja um simples “não sei”. Isso é curador. Pois é quando vocês assumem, a Deus, que há um problema os incomodando, que precisa ser curado e, na sua humildade, admitem não saber a causa. Dessa forma, Deus e seus Trabalhadores da Luz poderão atuar na sua cura, trazendo a resposta através de intuição, sonhos ou acontecimentos nos próximos dias das suas vidas.

Poderão trazer, assim, a cura daqueles aspectos que vocês mesmos já não identificavam em si. Portanto, Queridos Filhos, esse período, esse turbilhão de acontecimentos paralelos, esse tempo acelerado para vocês, é nada mais que o último momento do ano que terão a oportunidade de trazer à superfície tudo que os incomoda, para que possam tratar e curar e, assim, fechar mais um ano com curas realizadas.

A forma acelerada desse período se deve ao fato de que muitos aspectos foram mantidos guardados ao longo desse ano e agora, chegando ao final, é quando têm o prazo finalizando para concluir algumas curas que estavam planejadas para o período, e que serão concretizadas. Mas, Filhos, quando vocês não permitem que libere de dentro de vocês a verdade, poderão adoecer, sentirão sintomas físicos e desequilíbrios mentais, até que decidam assumir os seus verdadeiros sentimentos.

Deem-se essa oportunidade de cura e transmutação. O Amor que vocês dedicam aos seus queridos familiares, deve, também, ser estendido a vocês mesmos. Por um momento, esqueçam o fato de que é necessário atender às tantas necessidades de todos e atendam, em primeiro lugar às suas, que é, simplesmente, olhar para dentro de si mesmos com Amor, como vocês olhariam para um filho ao consolar os seus sentimentos mais profundos que não tinham sido expostos. 

Isso fará com que limpem muitos aspectos inferiores e sentirão a leveza a os envolver, para que, durante essas festas maravilhosas de fim de ano, possam estar presentes verdadeiramente de forma transparente, mostrando quem vocês realmente são para todos, e para vocês mesmos, iniciando, assim, uma nova fase em suas vidas, onde a verdade fará parte da sua essência.

Com Amor e Luz, deixo essas palavras para iluminar os vossos corações.

Mãe Maria

Canal: Michele Martini – 14.Dez.2016

Colaboração: Angelica T. Tosta e Solange Yabushita

Fonte: http://verdadetransmutadora.blogspot.com.br/