Translate

sábado, 2 de março de 2019

A Rede Colaborativa de Luz e Amor – Sanat Kumara





Que mal há em sua fragilidade assumir?

A vida impõe inúmeros desafios e obstáculos, sempre com o objetivo de nos tornar mais fortes.

Mas, independentemente disso, somos fracos pois não viemos trazer tudo o que é necessário à nossa sobrevivência.

Se por algum instante em nossas vidas, nos iludimos a pensar que somos autossuficientes, então venho lembrar sobre o que você hoje veste a cobrir o seu corpo, o alimento que o nutriu, a beleza que enfeita o seu entorno, todos os que caminham a tua volta, a oferecer o que tu necessitas para preencher as suas necessidades, a fim de que possas focar em seu real objetivo nessa vida.


O seu objetivo não seria prover o alimento que tu compras na venda da esquina, nem tampouco fabricar a roupa que vestes, mas, sim, em se auto conhecer. E nesse processo de autoconhecimento, descobres a que veio a esse plano desenvolver, em prol de tua própria elevação como ser desperto e imortal, o teu espírito.

Pois afinal, tu sabes que veio a essa vida para transformar seu modo de ver tudo aquilo que acreditavas que era de uma maneira pré-formatada pela tua mente. Até chegaste a pensar que a mente era apenas material, parte física integrante do cérebro humano, que tu guardavas as informações para que um dia pudessem ser acessadas conforme a tua necessidade.

Contudo, tu te surpreendes ao descobrir que és capaz de acessar informações que tua mente não registrou nessa vida. Então, despertas para a verdade de que a vida, quando se transcende o padrão mental, é infinita e remete à imortalidade do espírito.

Não há mais desafios que a matéria possa impor a você, que sejam realmente difíceis de transcender. Afinal, tu percebes que ao acessar as informações do infinito de tua alma, trará toda a sabedoria necessária para trabalhar quaisquer situações que o mundo material possa trazer diante de ti. Não há nada que já não tenha sido conhecido ou sabido, quando a tratativa é dentro dos meios mentais na qual a matéria se forma.

Tu te relacionas com os meios mentais de toda a humanidade e, dentro desse meio, percebes que não há desafios reais a transpor. Pois há uma malha planetária onde tudo é registrado e guardado; tudo o que se limita ao padrão mental de pensamento, aqui está guardado. Logo, não há nada que você não tenha capacidade de saber e de acessar para solucionar.

Mas tu, então, te deparas com informações que chegam em tua mente, diferentes de tudo o que tens a capacidade de recordar. Tu recebes intuições que não compreende de onde poderiam ter surgido, pois não há precedentes na humanidade que hoje existe nesse planeta, tampouco das gerações que se passaram em um curto espaço de tempo. Tu transcendes a vida material e acessa os registros da alma, que traz a sabedoria dos Mestres Ascensionados a banhar tua vida de luz e despertar, em que não há limites para o que o amor pode transformar.

Veja que você já é capaz de relacionar as situações impostas pelo meio material, com condições que a mente impõe, condicionada a formas conhecidas de agir. E dessa forma, consegue trabalhar nesse ambiente que se mostra a você, para que desvie de todos os obstáculos do caminhar, de tal forma que não poderia imaginar.

Se colocam diante de ti, situações aparentemente difíceis de transcender. Consegues dar a volta e retorcer, mudando o sentido das palavras e dando uma energia diferente ao que se mostra, você tem poder de transformar.

Mas de onde poderia ter surgido essa capacidade, em que se colocam diante de ti situações incríveis e aparentemente difíceis de transcender, mas que, na verdade, tu altera com a força de teu pensamento, ao mudar os padrões mentais daqueles que vem a ti, buscar a palavra.

Lembra-te de tua capacidade de modificar a matéria, mas, lembra-te também, que necessitas acessar todos os recursos que aqueles que estão também cumprindo o seu propósito, vêm a oferecer. Pois, afinal, tu está aqui para transformar a forma que vê o mundo e, assim, descobrir o seu propósito e oferecer à humanidade aquilo que tem de melhor.

Mas, para isso, aceite o que a vida traz a você, aceite o que o mundo lhe oferece de melhor. Aceite ser ajudado, aceite ser servido daquilo que cada um faz de melhor. Dessa troca se faz a multiplicação, em que uma grande nova malha se forma, a criar uma nova rede colaborativa e amorosa, onde cada um dá o braço ao seu irmão, a completar a caminhada do outro, a complementar com o seu melhor, aquilo que o outro necessita para que continue também fazendo o seu melhor para quem vem a ele. E assim, a rede de conexão de luz se faz. Colaborativa e iluminada. Não importa se nessa troca há a energia da ação, do movimento, do dinheiro, da moeda, dos objetos materiais. O que importa, é que ao oferecer aquilo que é de teu poder, o faça com amor, colocando ali toda a sua capacidade de criar e de transformar a vida do outro em algo melhor.

E assim se dá a rede colaborativa de luz, que ilumina o novo planeta que se faz verdade apenas diante dos olhos daqueles que querem ver.

E assim se faz a Nova Era.

Sou Sanat Kumara 

Canal: Michele Martini - 26 de fevereiro de 2019.
Fonte: www.pazetransformacao.com.br