Translate

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

Vocês são consciências livres – Oxumaré


Filhos, eu venho na luz dos sete raios, nas cores do arco-íris, a os irradiar, os regenerar e os fazer rejuvenescer para que recuperem o amor pela vida.

Não temam o passado, filhos. Vocês recebem nesses tempos a graça divina a iluminar o seu caminho, a mostrar a cura e a renovação.

Mas para isso é preciso criar, filhos amados.


A fase é de liberação de sentimentos mais densos que ainda os fazem permanecerem presos nas densas camadas da existência terrena. Mas chegará o dia, e este está próximo, que serão banhados nas águas da renovação, onde verão nascer um novo ser, mais límpido e carregando o sopro da alegria e da motivação.

Já basta de sofrimento, filhos. Vocês têm sofrido ao insistirem em carregarem o que não pertence a vocês. O processo de desvinculação do comportamento controlador pode ser doloroso, filhos, mas é uma cura para a alma.

Aceitem que não são responsáveis por fazerem o perfeito, mas que há a perfeição no momento que vivem.

Tudo, quando realizado na intensidade correta, preservando o estado de paz interior, pode ser recompensador e libertador.

Sentem-se presos a um passado que já foi, filhos, ele não existe mais, a não ser em suas mentes, em lembranças de uma época em que não haviam descoberto sobre quem realmente são.

Nada pode impedi-los de viverem verdadeiramente aquilo que vieram ser, na alegria e plenitude que a vida promove a todos os seres.

A ilusão do sofrimento, que os aprisiona em uma mente controladora da própria realidade, é a causa da vossa infelicidade, pois a vida não é completa quando observada do ângulo restrito da mente limitada do ego.

Vocês carregam a chama do amor, da esperança e da alegria em seus corações, basta que encontrem o meio de se conectarem a ela, para que possam irradiar os seus dons a toda humanidade.

Enquanto manifestarem sentimentos inferiores, filhos, atentem-se, pois é sinal que algo está a ser mostrado para que seja curado.

Nada ocorre sem uma ligação mais profunda, sem um propósito maior, filhos. Vocês estão aqui com o propósito de se iluminarem, e ciência dessa verdade, traz a vocês a capacidade de compreenderem que todos os sentimentos despertados em diversas situações, vêm como um sinal a mostrar o caminho da sua cura.

Se carregam a dor que nasce do sentimento de estarem aprisionados, impedidos de serem livres, então perguntem a si mesmos onde nasce esse sentimento.

Estão vocês realmente presos? Olhem em sua volta, o que veem, filhos? Veem grades de uma prisão? Ainda que houvessem grades, filhos, não já nada que seja capaz de impedir as suas consciências de se manifestarem livremente.

Acalentem-se ao saber que, seja onde estiverem, estão acompanhados da centelha divina que habita em seu interior, a sua conexão com nada menos que Deus: O Eu Sou.

Essa é a sua libertação, filhos, pois uma consciência livre para se manifestar, rompe todas as barreiras e ultrapassa todas as grades que se colocarem diante de vocês.

Saint Germain veio os dizer para aceitarem que estão dentro da gaiola, mas que ainda assim se esforcem para compreenderem que isso não impede que sejam livres, pois a porta está aberta, filhos, para experimentarem a expansão de suas consciências em direção ao Pai.

Ah... amados filhos... se soubessem o quão amados são por esse Pai, assim saberiam da real capacidade que têm de manifestarem a Sua presença aqui e agora. Quantos milagres são operados, filhos, quantos pães vocês são capazes de multiplicar, apenas com a compreensão de que são consciência e nada mais.

A veste física é apenas um meio, mas vocês dão demasiada importância ao instrumento que as suas consciências receberam, manifestado pelo comando de vossas próprias vontades, a trazer a oportunidade de manifestarem essa experiência.

Vejam tudo o que se apresenta como uma valiosa oportunidade de elevação para vocês, e assim a vida se tornará mais leve.

A cobrança que impõe a vocês mesmos, é apenas mais uma ilusão de suas mentes, filhos, que teme mais uma ilusão de suas mentes, filhos. Teme se entregar e expandir diante de consciência tão livre e desprendida dos meios materiais.

A matéria, filhos, se apresenta apenas para que se faça o milagre e a beleza da vida. Deem a si mesmos o tempo para sentirem tal beleza, e apreciarem os doces momentos que a vida oferece.

É essa energia que venho trabalhar em vocês, filhos. A energia do arco-íris, da liberdade, da alegria, do prazer de viver, em equilíbrio e aceitação a tudo o que se apresenta em seu entorno.

Esse é o milagre da vida, filhos. Sem se conectarem a essa verdade, não haveria prazer em viver, pois os demais prazeres são apenas manifestações de processos mentais que os afastam de sua verdadeira luz e do caminhar rumo ao seu propósito na Terra.

Aqui vocês estão a caminhar, mais uma vez, a mostrar e também a aprender, a como serem ainda mais próximos de teu Pai. Pois o grande objetivo de todas as suas vidas, filhos, é o retorno à Fonte, e vocês ainda anseiam em encontrarem a si mesmos em tudo o que se apresenta nos meios materiais em sua volta. Mas essa luz do Pai, filhos, se manifesta no vazio de seu interior. Quando desprovidos de anseios materiais, se entregam completamente às oportunidades que a vida apresenta para que brilhem ainda mais a sua luz, na confiança que tudo será provido, todas as suas necessidades atendidas, e a liberdade se tornará presente em seus corações, manifestando ainda mais oportunidades e bênçãos em sua caminhada.

Vocês são nada mais do que multiplicadores da Luz. Quando se tornam capazes de enxergá-la, de percebê-la, existindo e se manifestando em vocês, naturalmente que a luz se fará em suas vidas em tudo o que se apresentar.

Essa é a lei da multiplicação, filhos. Tudo se faz a partir do Um que se torna conhecido e aceito em seus corações, para que seja multiplicado em sabedoria para todo o sempre.

Entreguem-se à sua luz. Não permitam que a mente os iluda a ponto de afastá-los dessa verdade.

Sua luz é a energia que os move, não a deixem apagar ou enfraquecer. É o seu ponto de força e a sua verdade e natureza Divina. É a sua pureza, filhos.

Sou Caboclo Oxumaré, venho das matas, da cachoeira, a mostrar como a vida pode fluir na beleza de um rio, como podem respirar o frescor do ar da floresta, como podem sentir o chão fresco abaixo dos seus pés quando e sempre que desejarem. Pois vocês são os criadores da as realidade.

Entreguem-se a esse saber.

Oxumaré

Canal: Michele Martini – 11 de janeiro de 2019.

Fonte: www.pazetransformacao.com.br