Translate

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

O chamado do Pai - Mãe Maria


Recomendamos a leitura ao som de: Schubert - Ave Maria

Que as bênçãos do amor irradiem seus corpos, mentes e corações.

Filhos,

A sutileza do momento atual está latente em seus corações. Não se permitam renderem à ilusão que a mente os impõe, procurando formas de mantê-los atreladas ao sofrimento, a sustentar o ódio, o desamor e a impaciência com os seus irmãos e o planeta.

Permitam que a chama do amor vibre em seus corações a curar quaisquer manifestações de antigos comportamentos, que os causariam dor e sofrimento.

Vocês se deparam nessa fase, com as contradições da alma, onde, por um lado, deleitam-se na abundância que a matéria oferece, e por outro experimentam momentos de escassez de sua energia.

Já é sabido por cada um de vocês que os meios para que possam se reenergizar, estão disponíveis nos elementos da natureza, que fazem parte de seus dias em abundância, como o ar que respiram, filhos.

Nessa fase de transformação, filhos, lembrem-se do básico, onde apenas o respirar pausadamente e profundamente poderá trazer preciosas revelações sobre o seu estado energético, e guiá-los a procurar os recursos necessários à manutenção do seu equilíbrio.

Não é hora de adoecerem, filhos. Vocês aprenderam a identificar as pequenas manifestações de desequilíbrio em seu ser, e já podem atuar a reequilibrar o seu sistema.

Respirem, filhos. Essa é uma lição básica que venho os lembrar, pois, envolvidos em atividades intensas nesse período, esquecem-se do simples ato de respirar, filhos.
A mente acelerada cobra sempre por mais, filhos, mas é o coração que traz o chamado e clama pela sua atenção para que olhe os seus processos internos.

É o seu coração que clama a pedir-te atenção a olhar para vocês mesmos amorosamente e compassivamente, assíncrono têm olhado para os que têm ajudado.

É momento de amarem a si mesmos, filhos. Mas esse amor não é como uma paixão passageira, e sim uma manifestação do amor incondicional que apenas uma mãe e um pai poderiam ter pelos seus filhos.

Proponho um exercício a vocês, filhos:

Tragam em sua tela mental a imagem de vocês mesmos...
Os observem a caminhar de um lado a outro, a trabalhar, a dormir, a se alimentar, a realizar as atividades diárias...
Percebam como esse pequenino ser necessita ser acolhido por alguém que o diga:

“Já chega, meu filho, você já fez o suficiente, relaxe e goze a vida. Respire.”

Vá até essa pequena representação de si mesmo e sopre amorosamente em seus ouvidos essas palavras, carregadas de mansuetude e paz.

Irradie a você mesmo, todo o seu amor e cuidado, e observe como, gradativamente, o estado de agitação se transforma em uma leve vibração de paz e calma, nascida daquele que é Filho do Pai, que ama seus Filhos e os acolhe em seus braços amorosos.

Recolham todo o sentimento de desamor, solidão, tristeza, desolação, agitação, preocupação, e entregue nas mãos do Pai, que os ama intensamente.

Agora retornem à sua respiração, respirem profundamente por três vezes, calmamente, e permitam que esse Pai Amoroso permaneça presente em suas vidas daqui em diante, filhos.

Ele os ama e os acolhe com todo o Amor.

E vocês, como singelas representações Dele, trazem o poder do amor em seus corações, que está latente nesses dias, em que precisam ainda mais recordarem do poder que carregam.

Sejam os canais do Amor do Pai, a levar o Amor a vocês, filhos, em primeiro lugar, para que, irradiados nessa energia, venham a transformar as suas vidas e o seu planeta.

Sou Maria sua mãe.

Canal: Michele Martini - 12 de novembro de 2018.

Fonte: www.pazetransformacao.com.br