quarta-feira, 18 de outubro de 2017

PERGUNTE AOS MESTRES - 158


CONGREGAÇÃO DE PAZ E TRANSFORMAÇÃO

PURIFICAÇÃO E TRANSMUTAÇÃO

PAZ, LUZ E AMOR.

* Para enviar uma pergunta aos Mestres, acesse o site:http://www.pazetransformacao.com.br/. O formulário permanece disponível somente às segundas-feiras.

TENHO CADA VEZ MENOS PACIÊNCIA COM AS PESSOAS AO MEU REDOR

Pergunta:

Gratidão e Paz queridos Mestres. Estou em um ponto difícil da minha vida, insatisfeita com o caminho que tenho feito até aqui. Por um lado ouço palestras, leio livros, busco estar em contato com o mundo espiritual e tento manter minha mente em estado de vigília. Mas tenho cada vez menos paciência com as pessoas ao meu redor. Tenho poucos amigos, e mesmo eles me irritam a maioria do tempo. Meu pai faleceu faz um mês, eu era muito próxima dele, não me sinto culpada, mas penso que minhas irmãs que cuidavam dele deixaram de atendê-lo, e ele poderia ter vivido mais. Semana a semana tenho melhorado, mas minha insatisfação com a minha vida cresce. Quero melhorar, mas ao mesmo tempo não tenho paciência com os outros. Principalmente crianças malcriadas. Penso em adotar uma criança, mas talvez eu não esteja preparada, porque não tenho muita tolerância com a má educação e falta de modos das crianças. Amo os animais, e gosto de ficar perto deles, a gente trata deles com amor e carinho e eles correspondem, enquanto muitas pessoas são mal agradecidas, e não vale a pena o tempo que dedicamos a elas. Estaria errada? Como posso mudar e melhorar?

Resposta:

Filha. O que sente são sintomas do despertar, onde os antigos padrões já não se adequam. Contesta aquilo que sempre conviveu, simplesmente porque despertou. Nesse instante a vida parece desabar e nada se encaixa. É porque o despertar não traz aplausos, ao contrário, nos sentimentos chutados, jogados de lado, abandonados pela vida. São apenas sintomas do despertar. Inicia agora uma nova fase de purificação de todos esses sentimentos. Nessa nova etapa terá a oportunidade de se conectar através de tudo, pelo amor. Verá que o caminho primeiro será de negativa, depois de aceitação e amor, por simplesmente perceber que sua visão se modificou, e que não precisa trazer ninguém junto de ti. Basta seguir filha, e transformar o amor naquilo que nutrirá sua vida. Aos poucos esse amor brotará e essa revolta interior será canalizada ao bem da humanidade. Será quando seus dons começarão a brilhar. E então perceberá filha, o quão simples é caminhar à luz e brilhar.

Sou seu irmão Serapis Bey

SEMPRE ME SENTI DIFERENTE DAS OUTRAS PESSOAS

Pergunta:

Queridos, minha vontade é escrever muita coisa, pois a vida é realmente uma história. Mas sei que antes mesmo de eu formular a pergunta vocês já sabem até a resposta a me dar. Antes de qualquer coisa quero agradecer por sempre estarem comigo, eu os sinto todo momento, a todo segundo, e conforme mais vou despertando, a presença é mais forte, quase os consigo ouvir. Gratidão! Sempre me senti diferente das outras pessoas, parece que a vida inteira vivi como dizem “no mundo da lua”, mas no momento atual parece que está mais intenso, mas compreendo que isso faz parte do processo de estar em mais de uma dimensão. Não tem sido fácil, tenho me sentido estranha, e ao mesmo tempo, minha conexão tem aumentado muito. Estou meditando e isso tem me ajudado, e ao mesmo tempo sinto uma vontade de viver, sair, dançar, curtir cada segundo aqui, até então eu estava isolada, num processo interno importante, após fazer a limpeza que a mãe durga me ajudou, assim como todos vocês que também me ajudaram e ainda ajudam. Sinto que ainda tem algo, no mês passado sofri muito por conta da carência afetiva, não ter um parceiro me deixa muito triste, e quando surge possibilidade parece que vou ter um colapso, de tão ansiosa que fico, vejo que esse sentimento suavizou um pouco desde que a mãe Rowena falou comigo, mas mesmo assim permanece, e mesmo eu me dedicando ao amor próprio, ainda dói. No meio disso tudo surgiu através de uma amiga a possibilidade de eu me tornar madrinha afetiva de uma criança em condições sociais desfavoráveis, quando surgiu essa ideia meu coração se encheu de amor, eu tenho muito amor a dar, essa é minha causa, como sabem, e isso mexeu muito comigo, já comecei no processo de poder me tornar madrinha afetiva, devemos nos preparar, pois é algo muito sério,  mas aí surgiu a seguinte dúvida, isso é uma forma de suprir minha carência afetiva? Não serei egoísta em estar buscando isso para suprir algo interno em mim? Pois lidarei com uma vida, um ser que passou por tantas dificuldades, que talvez não saiba nem o que é o amor. Peço uma luz em relação a isso, não quero tomar nenhuma decisão precipitada, quero apenas seguir o meu coração, mas com responsabilidade e sabedoria. Amo vocês, obrigada!

Resposta:

Filha. A sua busca não tem sido pelo amor de um relacionamento, mas pelo amor a vida. Criou a crença de que um relacionamento te trará amor, mas se não criar esse amor dentro de ti, estará apenas a trazer sofrimento a sua vida, porque não está madura para lidar de forma serena, com um parceiro. A ansiedade que sente é justamente o medo que tem de não ser correspondida. E enquanto não trabalhar esse medo estará a criar relacionamentos de dependência. Precisa assim filha, aprender a lidar com seu amor. Tem muito amor dentro de ti, precisa deixar de canaliza-lo a uma única pessoa. Não há necessidade disso. Você pode distribuir esse amor a todos que cruzarem seu dia, a seus amigos, ao seu parceiro, a essa criança. O amor é uma energia muito sútil, mas infinita, muito delicada, mas abundante. E em seu interior há muito amor, que não precisa ser canalizado, mas que pode brotar de dentro e irradiar a muitos, e não apenas a uma pessoa. E quando encontrar esse processo você verá que não precisa se preocupar mais em sofrer por amor, porque ele não estará canalizado a quem quer que seja, mas será distribuído como um chafariz a banhar todos aqueles que se abrirem ao seu amor.

Sou Rowena

COMO DESBLOQUEAR E LIBERAR ENERGIAS ESCURAS?

Pergunta:

Gratidão imensa aos irmãos canalizadores das nossas perguntas e aos Mestres e Irmãos de Luz do Reino Espiritual. Quero saber se desbloquear e liberar energias escuras, tais como as do sentimento de raiva, ansiedade entre tantas outras, é de fato aceitar senti-las, sem se refugiar em distrações, a fim de camuflá-las e assim acabar por reprimi-las, encarando-as com um olhar amoroso e aceitando senti-las eu estarei liberando? Qual o conselho que podem me dar? Gratidão!  

Resposta:

Meu irmão. Sou Serapis Bey, um irmão de amor. Trago hoje até você aquilo que precisa ouvir. Você agora toma contato com algo que sempre existiu, e não te incomodava. Agora já não mais, pois passa a te atrapalhar a caminhada. Digo de suas reações automáticas. Faz assim porque foi ensinado a reagir. Pensou por muito tempo que a reação é o normal, mas ao se desvincular dessa forma de pensamento, inicia o trabalho de sua purificação interior. Percebe como é simples filho, nossa purificação? Basta perceber que há uma forma de pensamento e soltar, desapegar desses comportamentos, e eles irão embora. Por um tempo estará a limpar essas reações. Depois estará a ensinar seu campo neural outro caminho, diverso. É um caminho de disciplina interior, de altos e baixos, mas persista filho, esse é o trajeto de sua evolução. Esteja em paz.

Serapis Bey

COMO ME CURAR DA ARTROSE E ARTRITE?

Pergunta:

Bom dia Mestres! Eu estou com problema de artrose e artrite, aumentou tanto que os remédios já quase não adiantam mais. Gostaria de saber, qual é o problema sentimental que está afetando tanto minha saúde. Estou procurando um curso profissionalizante e não tenho muito tempo para pensar, não tenho ideia do que fazer, já que esta doença me impede de trabalhar em várias áreas. Mestres, o que eu devo liberar ou tratar para me curar? E como devo fazê-lo?  Gratidão amados!

Resposta:

Filha. Você deve olhar para o que se apresenta diante de ti, como oportunidade de fluir a energia estagnada. Você tem o dom de canalizar a energia divina, a energia curativa do amor. Mas não tem trabalhado nesse fluir. Tens recebido e acumulado energias em si mesma, pedindo sempre por auxílio, mas não permite que essa energia flua por si mesma e seja direcionada também aos outros. Toda a vida funciona como um fluxo de energia, minha filha. E o seu caso não é diferente. Não se trata de doar e receber, mas sim em se tornar um canal regenerador da energia divina, por onde ela entra e sai transformada com amor para também auxiliar aqueles que necessitam. Não há o que lhe impeça de trabalhar nesse direcionamento de energia, que não seja a sua própria mente. Liberte-se do vitimismo e também do sentimento de culpa, e transforme em força e fé para seguir em frente com amor.

Sou El Morya

Canais: Thiago Strapasson e Michele Martini – Outubro de 2017.
Colaboração: Ilza Barreto.
Fonte: www.pazetransformacao.com.br