sábado, 29 de julho de 2017

21. Como não interromper o fluxo do recebimento dessa energia?


Ao primeiro sinal de desequilíbrio, onde volta a repetir os padrões antigos, onde retomam-se por algum instante os comportamentos que eram vistos como evidências de desequilíbrio do ser, deve-se imediatamente atuar para modificar a energia que foi colocada ali.

Quando por alguns momentos você acaba por deixar de emitir a energia de equilíbrio em seu meio, em suas atitudes diárias, em sua vida, você acaba emitindo energia inversa e isso interrompe o fluxo de recebimento de energia de luz, pois novamente cria os bloqueios.

Deve se auto observar, e imediatamente atuar. Perceber que a energia gerada naquela atitude não é aquela que você quer manter em você, e então trabalhar para inverter os polos energéticos. Como fazer isso?

Quando você atua de forma a repetir um padrão antigo, que bloqueava a energia em você, passa novamente a começar a criar aquela névoa, que vai novamente crescer e bloquear o fluxo de energia divina de amor e paz. Você então deixa de permitir o livre fluir de luz dentro de você, e também como consequência, deixa de emitir essa luz ao externo e na sua vida.

Ao perceber o padrão se repetindo, trabalhe para quebrar o padrão. Antigamente a sua reação seria de observar, compreender que está repetindo um padrão, mas ainda assim ter dois tipos de reação diante disso: 1. Você permite que o ego comande esse sentimento de perceber o padrão repetido, e o ego faz com que você se feche dentro de si mesmo e na sua razão, bloqueando qualquer chance de reverter a energia colocada ali; 2. Você entra em uma nova repetição de padrões, que será de culpa, de se culpar pela atitude repetida, de se culpar por não ser capaz de mudar e quebrar os seus próprios padrões.

Essas duas atitudes são as que iniciam a criação daquela névoa interna, que virá a gerar nova forma pensamento. E essa energia, gerada por novas formas pensamento, é que bloquearão novamente o fluxo de energia divina dentro de você. E então estará a repetir também o padrão de quebrar e criar novas restrições, novas formas pensamento, e assim imergir a si mesmo em sofrimento por tantos e tantos anos, sem conseguir desfrutar da felicidade plena.

Quando observa o padrão a se repetir, mesmo quando já foi quebrado, você atua mudando os polos da energia. Você pega essa energia colocada na repetição do padrão, e cria uma ação de energia inversa, que é a energia divina.

E para fazer isso, basta apenas retomar a ação, colocando ali a sua luz, deixando fluir a energia divina dentro de você. Por exemplo: se você não consegue se relacionar bem com os seus pais ou com os seus irmãos, e você costuma falar com eles de forma rude, dura, sem perceber, você está repetindo um padrão de comportamento, que impede que a energia divina flua por você.

Quando você percebe esse padrão sendo repetido por você, começa o trabalho para quebrá-lo. Em um período de 21 dias, você pode se auto observar e impedir que você mesmo repita o padrão, controlando a si mesmo, permanecendo em silêncio, em recolhimento interior. Observando os seus pensamentos que, por vezes, podem querer dar respostas rudes a essas pessoas, mas você não permitirá que saiam pelos seus lábios, e continuará a se observar.

Você perceberá que, ao final dos 21 dias, já não mais virão os pensamentos de falar palavras duras a essas pessoas. Você quebrou esse padrão.

Mas então você retoma a rotina da sua vida, retoma a sua convivência, onde fala e não silencia. É colocado diante de experiências e situações, onde será provocado a mostrar que de fato o padrão foi quebrado. E aí é que a queda pode acontecer. Você pode sim repetir o padrão, e assim terá a oportunidade de quebrar essa energia, invertendo os polos.

Você fala uma palavra rude ao seu irmão, e então sai de cena. Retirando-se de cena, silencia em si mesmo, e traz a informação do seu próprio aprendizado, de que sabe que isso pode causar dor àquele que recebeu as suas duras palavras, e você está novamente a repetir um padrão o qual já tinha sido quebrado. Então é quando você pode bloquear a energia divina seguindo por um dos dois caminhos que farão com que crie mais padrões, que já citei.

Um onde deixa o ego comandar e a dizer-lhe que não fez nada de errado, e dois onde você entra em uma energia de culpar a si mesmo, pensando não ser mais capaz de quebrar esse padrão.

Cuidado para não entrar em nenhuma dessas duas energias, pois arrastarão você em um ciclo de sofrimento, bloqueando energia divina e também impedido de ser plenamente feliz.

Sendo assim, o melhor caminho é voltar ao contato com esse irmão que recebeu as palavras duras, e pedir-lhe perdão. Dizer-lhe que está tentando, mas que é um aprendiz de si mesmo, a observar as suas ações e quebrar padrões de repetição de comportamentos que o fazem sofrer. E então pedir-lhe que o perdoe. Emitir amor. Nessas palavras você levará amor.

Mas não adianta deixar que o ego comande a dizer-lhe para fazer apenas uma oração a essa pessoa, à distância, sem a coragem de ir até lá pessoalmente, e inverter a energia enviada anteriormente.

Perceba que é necessário inverter os polos da energia. Você entregou à pessoa um pacote, um pacote de dor e sofrimento, de palavras duras. E você precisa ir até lá e entregar outro pacote, o do perdão, emitir a ele a sua energia divina, ser realmente amoroso e sincero em suas palavras, para que a energia divina dissolva o primeiro pacote, e que a pessoa não o carregue, e também que você não o pegue novamente, e continue o carregando.

O padrão é dissolvido quando se emite energia divina. De forma sincera e amorosa, de forma verdadeira. Dessa forma você mantem o fluxo de energia divina em ti, perene e constante. Trabalhando para que essa energia nunca cesse, e que sempre possa vir a dissolver os pequenos indícios de criações de novos padrões, que o afastariam do seu estado de paz e plenitude, de apreciar e viver a vida como merece e como deve ser. Em plenitude.

Michele Martini
Fonte: www.pazetransformacao.com.br