quinta-feira, 20 de julho de 2017

12. Como a matriz de controle domina as mentes das pessoas através dos medicamentos antidepressivos?


O controle começa a se tornar efetivo, a partir da descrença do ser em sua própria capacidade de cura e da perda de fé em Deus. Perda da fé de que é capaz de acessar a divindade dentro de si, e comandar a própria vida e o próprio corpo.

A partir desse ponto, abre-se a porta para que entrem todos os tipos de influências externas.


Tais influencias começam a se tornar materiais, representadas por aqueles que indicarão o caminho da dependência de algo externo, para que a cura aconteça. Aqueles que afirmam para você que necessita de tais medicamentos para viver conforme os padrões da sociedade.

Nesse ponto, o outro aciona em você o mais poderoso mecanismo de escravidão mental, que é o que sustenta a matriz de controle: o medo.

O medo de se auto conhecer, o medo de descobrir o que está além do sofrimento, o medo de entregar-se àquilo que é objeto de temor, para então descobrir que não é nada que devesse ser temido, e sim apenas um aspecto negado da sua própria personalidade.

A matriz toma o controle de nossas mentes a partir do momento que nos colocamos como incapazes de dominar a nós mesmos, e nos colocamos nas mãos dos medicamentos. Esses limitam a capacidade mental de auto expressão, de mostrar quem nós verdadeiramente somos. E dessa forma, nos mantém sob controle. Vivendo um pouco mais dentro da ilusão.

Mas quando falamos que a matriz de controle domina a mente das pessoas, pode parecer que existem seres ou grandes facções, ou mesmo grandes organizações que trabalham para manter essa matriz. Mas isso não é verdade.

O que ocorre, é que a matriz é criada por nós mesmos. As nossas próprias formas-pensamento nutrem a matriz, que se torna um grandioso banco de informações, sentimentos, impulsos, os quais estamos expostos a todo o tempo, influenciando e sendo influenciados.

O fato é que, enquanto nos deixamos levar pelo domínio da matriz, enquanto entregamos as nossas vidas para que os outros ditem o caminho, há aqueles que aprenderam como funciona o jogo. Aqueles que aprenderam a dominar as próprias emoções e trabalhar com as informações que existem na matriz.

As terapias que trazem desprogramação da mente, são aquelas que ensinam a vocês como desconectar a mente de alguma influência da matriz, que está tão ligada a vocês, que vocês passam a nutrir uma simbiose. Vocês recebem a influência da matriz em um ponto específico, que desperta o motivo de sofrimento, e também passam a criar essa realidade dentro de vocês mesmos, criando um ciclo vicioso, um círculo sem fim, onde recebem energia que programa as suas mentes repetindo que vocês têm tal problema, e nutrem esse pensamento dentro de vocês, devolvendo novamente à matriz esse padrão reafirmado dentro de vocês.

Isso ocorre, por exemplo, com aqueles que tem algum tipo de pavor, de medo. Recebe-se o impulso da matriz, pelo simples fato de que vocês deixaram de acreditar em vocês mesmos. Entregam-se aos medicamentos antidepressivos, e então passam a ser controlados. O objeto de medo se torna mais distante, pois vocês de fato jogaram as armas e julgam não serem capazes de enfrentá-lo. É a famosa história do leão raivoso que se torna um gatinho.

Você não se acha capaz de enfrentar o leão. Passa a tomar medicamentos antidepressivos para que consiga conviver com esse leão, mas ele apenas vai aumentando o seu medo, pois você se sente protegido sob o domínio da medicação, mas o seu objeto de pavor está lá, cada vez mais distante e ameaçador. Quando de fato você decidir enfrentar, alimentando a fé dentro de você, quando for capaz de olhar esse leão dentro dos olhos, é quando o transformará em um gatinho. E assim você se desconecta desse padrão da matriz de controle. O leão já não mais o controla, simplesmente porque você descobre que ele era apenas objeto de sua imaginação.

Quando você supera, descobrindo que de fato o leão era um gatinho, acaba por enviar essa forma-pensamento à matriz. E então esse ciclo de simbiose se torna alterado. Você recebe medo, mas o transforma em fé, em confiança, em poder.

Isso é aprender a trabalhar as energias. Você recebe o tempo todo as informações da matriz. Mas pode escolher fugir de enfrentá-las, transformando-as em monstros ainda mais temíveis, ou pode escolher olhar de frente e transformar essa energia em algo mais leve, e que contribuirá para alimentar essa mesma matriz com pensamentos de esperança e fé, que poderão contribuir para a iluminação dessa malha planetária.

Não vamos negar que há os seres que procuram se utilizar desse conhecimento, desse poder de manipular as energias, que todos temos, para prejudicar, para tornar as pessoas dependentes de algo, para fazer o mal. Mas esses estão se utilizando de algo que está disponível e foi criado por vocês mesmos. Isso é magia. Você também pode ser o mágico de si mesmo, praticando essa alquimia.

Trazendo os pensamentos densos, e os transformando em luz.

Michele Martini
Fonte: www.pazetransformacao.com.br