segunda-feira, 3 de abril de 2017

PERGUNTE AOS MESTRES - 44


CONGREGAÇÃO DE PAZ E TRANSFORMAÇÃO

PURIFICAÇÃO E TRANSMUTAÇÃO

PAZ, LUZ E AMOR.

* Para enviar uma pergunta aos Mestres, acesse o site:http://www.pazetransformacao.com.br/. O formulário permanece disponível somente às segundas-feiras.



CONTATOS TELEPÁTICOS INCOMPREENDIDOS

Pergunta:

Amados Mestres. Sempre me senti diferente e apesar de crescer com cinco irmãos, sempre me senti sozinha. Meus irmãos dormiam todos num mesmo quarto e eu, única menina dormia só num quarto separado. Às vezes tinha contatos telepáticos, ouvia, via coisas, sentia cheiros, intuição aguçada etc. Até um tempo atrás pensei se tratar de algo imaginário, embora muitas vezes algumas destas "imaginações" tenham me apavorado ao ponto de ter tido enurese noturna até os 12 /13 anos. Por muito tempo bloqueei estes meus sentidos, mas de uns anos para cá sinto que estou despertando dia após dia, e a insegurança ainda me persegue e ao mesmo tempo sinto que preciso organizar estas informações dentro de mim, é como se faltasse algo, um sentimento de não pertencimento ou não saber o que fazer, qual o meu objetivo ou qual objetivo disso tudo e me pergunto: O que devo fazer, para que eu possa organizar tudo isso dentro de mim, e direcionar de uma forma concisa e positiva, para o bem inclusive de minha autoajuda? Agradeço de coração.

Resposta:

Filha. O que precisa fazer para que tudo isso se organize dentro de ti, que comece a fluir, é justamente sair do controle da situação. Você fará isso buscando seus momentos de silencio, aquietando seus pensamentos e deixando que os sentimentos fluam dentro de ti. Naturalmente tudo isso passará a ser canalizado em seu interior e, aos poucos, você compreenderá que é apenas um sentimento que se manifesta de união com algo além da matéria e que não há nada demais nisso. Busque filha, por seu sagrado coração, por seu altar interior e estude esses sentimentos e essas sensações por si mesma. Deixa que fluam dentro de ti e se transforme em uma observadora de tudo isso que se passa dentro de ti. Se sentir vontade, escreva sobre esses sentimentos, para que aos poucos comece a compreendê-los. E sempre que tiver dúvida leia e releia aquilo que escreveu. Mas é um exercício que precisa se acostumar. De início poderá pensar que o medo ainda se encontra ali, mas se persistir, e diariamente parar a observar seu santuário sagrado, as energias que nascem dentro de ti, você verá que tudo isso naturalmente se organizará no próprio fluxo. A falta de organização que descreve é na verdade a luta que traz em seu interior contra esses sentimentos, mas se você se transformar numa observadora de seus pensamentos, apenas permitindo que eles passem por você sem julgamento ou culpa, você verá tudo se transformando e, então, a compreensão virá dia a dia. Essa compreensão não seremos nós que lhe mostraremos, mas sim você que naturalmente encontrará ao adentrar em seu silêncio, deixando os pensamentos fluírem livremente e permitindo os acompanhar com alegria e entusiasmo. Fique em Paz.

Sou Rowena

DIFICULDADE EM PAGAR UM EMPREENDIMENTO

Pergunta:

Amados Mestres. Estou num turbilhão de emoções e de decisões. Como sabem abri um Espaço dedicado as Terapias Holísticas e neste momento já não tenho como pagar as despesas e nem a mensalidade do empréstimo que obtive para as obras e sustentar o espaço nos primeiros meses. Neste momento preciso da vossa orientação. Devo continuar com este projeto? Se sim, como desbloquear a minha situação financeira para continuar a pagar as despesas. Preciso saber como desbloquear o chamamento de clientes para o espaço e desbloquear-me a mim própria. Pois já me disseram que vim a esta existência com muitos dons, mas que tenho medo de os aceitar e trabalhar convosco. Como faço isso, sinto completamente desorientada, precisando muito da vossa orientação. Gratidão!

Resposta:

Minha irmã. Sou Maitreya. Eu sinto sua dificuldade nesse momento, mas quero que compreenda que justamente essa fase é que será o desbloqueio que menciona. Ao passar e enfrentar esses momentos você acabará por soltar as rédeas da vida e simplesmente aceitá-la como ela é. É um momento de enfrentamento profundo, sim, mas será ele que a conduzirá ao próximo passo. É que na vida muitas vezes temos que compreender a dor de nossos irmãos através da nossa própria dor. Ao passarmos pela situação que tantos já enfrentaram, compreenderemos o funcionamento da matéria, do que ela é feita. Pois a matéria, minha irmã, é feita de dor, de restrição, pois foi assim que ela foi criada. Seu caminho sempre nos levará à dificuldade, seja essa menor ou maior. E você, filha, não é a única a passar por isso. Olhe a sua volta e verá quantos já enfrentaram a mesma dificuldade. Você saberá como sair dessa situação e ao conduzir sua vida à melhor saída, você estará se desprendendo do quereres materiais. E nesse desprendimento encontrará seu caminho de luz, desbloqueará seus dons porque entenderá daquilo que a vida física é feita. E essa compreensão profunda é que te conduzirá a algo mais. Sei que hoje não compreende isso que lhe dizemos e o que sente é insegurança, medo e até certa revolta interior. Mas filha, em breve, você compreenderá isso que lhe dizemos e então, desnuda dos quereres da matéria, poderá justamente se desvincular disso tudo e seguir livre a irradiar seus dons. A matéria fica filha, mas você segue purificada a resplandecer em amor. Esteja em paz na certeza que acompanhamos seu processo com muito amor.

Maitreya

INQUIETAÇÃO COM ENCONTRO MULTIDIMENSIONAL

Pergunta:

Queridos Mestres. Gratidão! Há uns 4 anos atrás conheci uma pessoa que fez meu coração se abrir em flor. Foi um encontro de almas. Nos olhamos e nos reconhecemos. Fiquei em êxtase, mas logo em seguida eu soube que ele era casado o que tirou meu chão. Bom, depois de vários conflitos internos, nos encontramos em alma e foi a coisa mais linda que me aconteceu. Ele me preenchia totalmente de amor e eu fazia o mesmo. Eu tinha muitas questões com o feminino ferido, muitas feridas abertas e sinto que sua presença amorosa (em alma) energeticamente vem me ajudando muito a equilibrar essas energias. Mesmo sabendo que ele tem família (esposa e filhos) eu escolhi permitir essas expansões de amor, em alma. Só que agora eu estou novamente em conflito interno me perguntando se vale a pena continuar com este amor que não se expande para o físico. Apesar de haver uma distância geográfica entre nós, visto que ele mora em outro estado e também eu não pensar em compartilhar uma vida com um homem, em função de ter tido um casamento de 12 anos e me sentir devastada neste casamento, me vem este conflito que não me ajuda a estar confortável com esta relação. As questões que me surgem são: eu estou me enganando? Estou me escondendo nesta “relação”? Minha dúvida também é se não me permitir ter uma relação amorosa física com um homem está interferindo, de alguma forma, com a minha energia sexual, bloqueando minha expansão de um modo geral. Sinto uma energia desconfortável na minha têmpora, do lado esquerdo. Isso tem a ver com algum bloqueio relativo a este assunto? 

Resposta:

Amada filha. Tu estás em perfeito equilíbrio consigo mesma. Energeticamente estás bem resolvida e não há necessidade de contato físico para que se complete. O que ocorre, é que carrega crenças de que há a necessidade de cumprir com regras impostas pela sociedade, como um casamento ou como a união entre um homem e uma mulher para que seja respeitada e aceita por todos. O que a prende nesse relacionamento com esse homem é justamente esse medo de se mostrar a todos, de mostrar quem você é realmente, transcendendo as regras da sociedade, mas ser você mesma em sua essência. Suas questões em relação ao feminino estão bem resolvidas, mas o que carregas é uma ilusão de que ainda há algo a ser preenchido em ti, mas que é realmente mera ilusão. Siga em frente sempre levando a sua verdade, a sua forma de ver a vida e levar esse conhecimento adiante. Seja você mesma de forma autêntica, sem a necessidade de algo para preencher o que já está completo. Os relacionamentos que surgirão para ti a partir dessa aceitação serão recebidos por você de forma leve. Levará os relacionamentos sabendo que não há nada a ser completado, e, portanto, somente aceitará se for realmente trazer algum benefício a ti, sem alimentar os seus medos e dúvidas ou receio de que precisa de alguém. Fique em paz minha querida.

Sou Rowena

IRA E PURIFICAÇÃO INTERIOR

Pergunta:

Amados Mestres, nos últimos anos venho tentando melhorar como pessoa, estudando espiritualidade e tentando evoluir, mas parece que não tenho tido muito êxito, eu ainda me estresso muito com coisas pequenas e sinto raiva, e eu tenho consciência disso que é o pior, sei que estou fazendo algo errado, mas quando vou ver já foi, já fiz e dai vem um sentimento de culpa. Eu estudo espiritualidade e tento seguir por esse caminho, mas tem momentos que perco totalmente o foco e me estresso, eu gostaria de receber um conselho de como eliminar isso de vez, não quero ter mais esses momentos de estresse e raiva, será que sou uma pessoa ruim? O que eu faço amados Mestres?

Resposta:

Minha irmã. Você passa por um processo de purificação interior que ainda se estenderá por um tempo, até que encontre o equilíbrio da situação e tenha controle de suas próprias emoções. Deu passos importantes nesse processo, que é o reconhecimento de uma situação, de uma emoção que não lhe agrada. Esse é o primeiro passo a identificar seu próprio desconforto interior. A purificação interior é um processo de contínua limpeza, onde você inicia por policiar seus próprios pensamentos, suas emoções. Aos poucos ganhará maturidade para identificar seus gatilhos emocionais, as situações que te conduzem ao desiquilíbrio. E será a própria vida que continuará a trazer mais dessas situações que te conduzem ao desiquilíbrio, à desarmonia, para que aos poucos consiga trabalhar com esses sentimentos com maestria. Você não deve tentar bloqueá-los, mas se policiar para que a reação seja harmoniosa, condizente com a situação. Terá que treinar a paciência, em princípio. Em um segundo momento você chegará ao ponto de identificar a dor interior que lhe causa o estresse, a ira. Pois isso tudo é reflexo de algo que guarda dentro de ti, que no momento adequado será trabalhado e purificado em união ao oitava chakra, para que aglutine esses sentimentos e os entregue à purificação, transformando-os em harmonia dentro de si mesma. Mas esse é um processo, não se preocupe com isso, apenas acompanhe seus sentimentos e emoções e deixe que ele ocorra naturalmente. Fique em paz.

Sou Serapis Bey

MARIDO CIUMENTO

Pergunta:

Bom dia. Já pedi ajuda quanto ao meu marido, ele do nada imagina coisas de mim, que o estou traindo, digo de antemão, nunca fiz isso, nunca farei, não é da minha natureza. Ele todo mês tem esses problemas comigo, te digo Mestres que estou cansada disso, não mereço isso, estou cansada dessa situação. Ele já foi traído pela primeira esposa, e ficou com um trauma muito grande. O que faço para ajuda-lo. Aguardo resposta.

Resposta:

Salve fia! O pai véio tá aqui pra mordi levá uma prosa cocê, fia. O pai tem que vim pessoalmente pra te dizê que vois micê não necessita di passá por isso, fia? Cê acha mesmo fia, que o pai percisava vir aqui pra dizê isso procê? Ocê sabe fia amada, o que deve fazê, certo? Já esperô por dimais pra dá um basta nisso né fia. Porque então não dá um basta, fia? Ah, cê também tem problema né fia. E esse home supre em ti, as suas carências de afeto e atenção, né? O pai véio sabe. Tu não consegue imaginá como seria vivê sem ele né fia. Então fia, vamo começá trabalhando com o teu problema né fia, e dexá o problema dele de lado, certo? Pra resolvê o teu problema, fia, vois mice tem que encontrá a você mesma. Encontra a tua verdade, a tua essência. Tu não tá presa a ninguém nessa vida, fia. Se liberte por um momento e medite, descubra quem você é de verdade, faça as coisas que gosta sem se importá com o que os outro vão pensá. Pois você precisa desse exercício, fia. Quando encontrá a você mesma fia, perceberá que o seu home ciumento ficará preso dentro de uma bolha. Ele vai falá, falá, e você não vai ouvi. Você vai tá dentro da tua verdade e nada mais importa. A partir daí fia, a vida começa a mudá pra melhó. Pois ele terá que mudá pra ter o privilégio de ter os teus ouvidos pra ele, fia. Se ele não mudá, pra você não vai tê problema, fia. Pois você vai estar em paz dentro da tua verdade. Então fia, vamo começá a trabalhá com voismicê e esquecê os problema dele? O pai vai tá contigo, fia. Chama que o véio tá aí do teu lado. Salve, fia! Salve Jesus Cristo! Salve o Pai Divino! Salve o amor e a paz! Salve.

Pai Joaquim de Aruanda 

RESPONSÁVEL PELA FAMÍLIA

Pergunta:

Mestres. Agradeço a inspiração que recebi em escrever para vocês na manhã de hoje. Desejo ajuda para aprender a confiar na bondade de Deus e do Universo. Sou uma pessoa que acredita, no íntimo, que está sozinha e que precisa dar conta de todas as coisas, materialmente falando. Por conta disso, acabei criando para mim uma vida pesada, em que não recebo auxílio das pessoas - meus pais passam por dificuldades e até mesmo meu marido tem um trabalho de muita instabilidade financeira, o que coloca toda a responsabilidade da nossa casa sobre os meus ombros. Sei que não precisava ser assim, mas a verdade é que no íntimo não consigo liberar e confiar. Agradeço a ajuda de vocês.

Resposta:

Salve fia. É a danada da mente não é, que primeiro te prende a essa realidade e segundo te não deixa solta. Essa mente é danada, não é? Mas como se livrar dos quereres da mente fia? Pra isso o pai aqui vai passar uma receitinha. A primeira coisa é se desprender dessa responsabilidade, mas é a fia que diz que não consegue, não é? Pra isso você vai passar a exigir de você mesma a liberação desses medos. Vai colocar eles de lado e vai compreender que todo ser nesse mundo é filho de Deus, e que há muita alma pra cuidar do caminho de todos. É uma respiração onde os ombros se aliviam. Na verdade fia, não é você que se sente responsável. Foram aqueles que estão do seu lado que te jogaram essa responsabilidade e você aceitou. Mas fia, do que você tem medo, de faltar algo? Então faça um exercício, imagina que não tenha mais nada, que vive na rua e que não tem condição de ajudar as pessoas. O que aconteceria? Quer que o pai te diga? Nada! Pois seus entes queridos acabariam sendo ajudados por outras pessoas. Pois eles também têm um plano de evolução. A fia não é responsável por nada, nem por ninguém a não ser por ela mesma. O que você precisa fazer é comandar seus pensamentos pra desbloquear esse dever, essa obrigação, que só existe em seus pensamentos. Para liberar isso tem que repartir, repartir o que tem, mas aceitar a divisão de responsabilidade também. Colocar limite nas pessoas. E o limite que o pai diz é ancorar o lado feminino, a força do feminino que vai te ensinar que não precisa atender a todos, mas que a fia está aqui pra buscar sua própria felicidade e de ninguém mais. Nós estaremos com você fia, mas você está disposta a soltar isso mesmo? Você tem coragem? Depende de você. Mas essa coragem pode começar com outra pergunta. Porque você se prende a isso tudo e carrega esse peso todo? Fica em paz, tá certo fia?

Pai Benedito de Angola

Canais: Thiago Strapasson e Michele Martini – Março de 2017.



Colaboração: Ilza Barreto.


Fonte: www.pazetransformacao.com.br