segunda-feira, 6 de março de 2017

PERGUNTE AOS MESTRES - 39




CONGREGAÇÃO DE PAZ E TRANSFORMAÇÃO

PURIFICAÇÃO E TRANSMUTAÇÃO

PAZ, LUZ E AMOR.


* Para enviar uma pergunta aos Mestres, acesse o site:http://www.pazetransformacao.com.br/. O formulário permanece disponível somente às segundas-feiras.



A BUSCA PELA FELICIDADE



Pergunta:



Agradeço de todo meu coração por toda a proteção que vocês têm me proporcionado diariamente. Sei que estão sempre comigo, porém em diversos momentos eu me sinto muito sozinha e perdida. Nesses momentos em que eu me sinto perdida, parece que preciso achar uma forma de agir e eu não sei o que devo fazer ou como agir. Quero agir, ajudar, acelerar. Estou ansiosa para viver um grande amor, ter prosperidade e sucesso no trabalho. Muitas vezes me sinto egoísta por pensar em mim. Gostaria de uma orientação, como devo agir? O que devo fazer? Gratidão sempre! Amo vocês!



Resposta:


Minha querida filha, saudações. O sentimento de solidão que sente é o da busca pelo propósito que veio a realizar, do encontro de sua felicidade. Mas antes de descobrir esse propósito você necessita se reencontrar. O sentimento que tens é natural de sua idade física, mas com o tempo você verá que a vida acalma nossa ansiedade, pois passamos a perceber que de tudo que encontramos nada nos trará a felicidade se ela não estiver ancorada no coração. Não há necessidade de se sentir egoísta por pretender uma vida próspera, pois assim como todo ser humano, você almeja sua felicidade. Mas até certa idade física, ainda pensamos ser possível encontrar essa felicidade nos relacionamentos, no trabalho, no bem estar material. Não dizemos para não trilhar essa busca, pelo contrário, busque por aquilo que hoje acha que te trará felicidade, sem culpa, sem receio, pois tudo isso faz parte de seu próprio processo. E quando conquistar tudo que almeja, talvez continue a sentir essa solidão, esse desamparo que relata. Então esse será o sentimento que te conduzirá para dentro de si mesma, para descobrir que nada do que almeja te trará a felicidade que busca. Mas veja que antes desse encontro é necessário que continue a buscar, a caminhar e a tentar trazer para sua vida sua independência, um relacionamento, pois tudo isso faz parte de seu trajeto e, portanto, deve ser vivido com entrega, com aceitação e, acima de tudo, sem culpa. Tudo que vivenciamos são experiências que no fundo nos farão ver o quão vazio é o mundo material destituído de nosso próprio amor. Fique em paz.

Sou Serapis Bey

PRÁTICA ESPIRITUAL

Pergunta:

Olá amados Mestres. Frequento uma instituição de cura através das mãos. Desde 2010 realizo este trabalho, porém nos últimos meses tenho me questionado sobre os métodos da instituição, principalmente ligados ao dinheiro e tudo que implica a oferenda, onde se diz que é para manter as conexões espirituais. Não acredito que preciso oferendar para me conectar espiritualmente, mas acredito que toda a instituição espiritualista precisa manter-se e precisa de doação. Mas não acredito na justificativa que usam. Isso tem me afastado de um trabalho que sinto muito poder. Poderiam me dar mais esclarecimentos sobre esse meu momento? Obrigado amados.

Resposta:

Amado filho. Estás envolvido em trabalhos onde há a manipulação de energias poderosas e que trazem sim o alimento ao ego. Dentro do trabalho que realizas hoje, estás passando por uma prova, da qual se ultrapassá-la, perceberá a superação do ego e do sentimento de poder. Tu és dono de ti mesmo, mas ao manipular energias poderosas de cura, deve sempre ancorar o sentimento de mais puro amor. O sentimento de poder, e busca por elevação, será apenas uma prova da qual tens o objetivo de libertar-se. Perceba filho, que trabalha com energias poderosas. E apenas através da tua conexão com o teu Eu Superior, poderá transmutar essa experiência. Estabeleceu contatos e ligações nessa encarnação, que vieram fortalecer alguns que trouxe contigo de outras eras, como oportunidade de superação e liberação. Mas acabou por estreitar esses relacionamentos, cada vez que manipula energias poderosas sem o sentimento de puro amor e caridade em teu coração. A liberação dessa experiência se dará através da forca que você adquirirá de ti mesmo. Na tua busca por equilíbrio e conexão, está faltando o amor e a caridade em seu interior. Por isso não estabeleceste contato com as dimensões superiores que tanto queres. Só há uma chave que abre as energias puras divinas e a conexão com o Eu Sou, meu filho, e essa chave é a do amor. Não conseguirás obter esse acesso através de práticas e exercícios. A conexão com o coração é a única que estabelecerá essa ligação, e que ancorará forças em ti para liberares a experiência a que não se sente confortável em manter. A liberação do ego se dará através da experiência que não o agrada, mas a conexão com o coração ao seu Eu Superior é que trará forças para amar essa experiência e a liberar em paz e harmonia. Não esperes por nada filho. Deixe o sentimento de busca incessante para trás e se entregue ao Divino, com humildade e sabendo que há apenas uma sabedoria Suprema, a da Fonte de Tudo que É. Somente essa conexão trará o conhecimento que buscas após a longa caminhada de experiência e prática da caridade através do amor. Fique em paz.

Mestre Confúcio

PREOCUPAÇÃO COM OS FILHOS

Pergunta:

Saudações Mestres. Em primeiro lugar, muito obrigada por nos ajudarem no nosso caminho de evolução. Venho até vós, lhes pedir orientação quanto ao meu Plano de Vida. Tenho dois filhos que amo infinitamente. Procuro passar os princípios de amor que venho aprendendo, mas não sei se estou fazendo o suficiente. Meu filho mais velho (11 anos) é meio depressivo. Diz sentir às vezes uma tristeza enorme, e comenta que tem até vontade de morrer. E o mais novo é bastante nervoso, e me desafia o tempo todo. Como posso melhorar como mãe, Mestres? Estou conseguindo evoluir? Muito obrigada. Namastê!

Resposta:

Minha amada filha. Seus filhos são almas que já trazem uma herança, não apenas dessa vida, mas de outras existências. E quando passar a vê-los assim, como filhos de Deus, como almas divinas, você então poderá os ajudar. Compreenda que, assim como todos os filhos de Deus, encarnados nesse planeta, eles possuem seu próprio processo, seus mentores, anjos e toda uma infinidade de seres que já os auxiliam. A ansiedade que sente filha é porque ainda acredita ser toda sua, a responsabilidade por mostrar o caminho a eles. Digo que não, pois seus filhos quando no sono físico, são instruídos pelos mentores e por todos aqueles que se propuseram a os ajudar na experiência física. Mas há algo que precisa compreender em razão do laço maternal, vocês possuem uma forte ligação energética e, como mãe você transfere muito de sua ansiedade, de sua tristeza a eles. Por isso é importante que nessas horas, como as que você relata, mantenha-se em paz, irradiando amor e serenidade, pois eles sentirão sua energia estável e se espelharão nela. A ajuda que pode dar é energética, conversando em paz, com calma, sendo o exemplo a eles, mas jamais acreditando que está só nessa caminhada. Como almas, seus filhos, como todos os encarnados, também se encontram em um processo de purificação interior, então é absolutamente normal que como qualquer pessoa também tenham seus momentos de dificuldade. Experimente não se envolver emocionalmente e, consciente do processo, mantenha em sua paz, irradie seu amor, que sempre o melhor se dará.

Sou Eurípedes Barsanulfo

SAUDADES DE AMIGAS E FAMÍLIA

Pergunta:

Mestres, mudamos de cidade há um ano, devido ao trabalho de meu marido. Desde então estou me sentindo muito só. Na antiga cidade eu era super adaptada e tinha muitas amigas, e ainda estava perto de minha irmã (sou muito ligada a ela). Aqui não consegui fazer amizades e tenho a sensação que passei de uma dimensão mais leve para uma mais densa com a mudança. Parece que sempre que tenho amigas, acabo mudando de cidade e ficando longe. Poderiam me orientar por que estou me sentindo assim? A mudança estava no meu Plano de Vida? Ainda ficaremos muito tempo nessa cidade? Os meus filhos irão se adaptar aqui? Muito obrigada pela oportunidade de entrar em contato. Namastê!

Resposta:

Minha amada filha. O que sente é saudade pelo que se foi, mas a vida é feita de mudanças, de novos encontros, de novas perspectivas. O que vives é um treino para que compreenda o fluxo da vida, para que liberte o passado com o amor e parta para novas experiências com gratidão, levando o aprendizado pelo que viveu. Enquanto sofre pelo passado, esquece-se de olhar ao seu redor e ver quantas almas maravilhosas há ao seu lado, que também gostariam de compartilhar de tua amizade. Ao invés de nos prendemos ao que se foi, às pessoas, busque por construir o novo, por algo que te satisfaça e te complete. E a partir daí você verá quantas belas almas há em todo o mundo, quantas oportunidades passam diariamente a nossa frente enquanto nos lamentamos pelo que se foi. A felicidade, filha, está em aprendermos a valorizar o que temos, ao invés de sofrer pelo que tínhamos. Essa é a lição que precisa compreender. Aprender a ser feliz com o suficiente em sua vida, da forma como se apresenta, compreendendo que Deus sempre nos traz o melhor ao nosso desenvolvimento. Esteja em paz filha.

Sou Mestra Nada

SEMENTES ESTELARES

Li uma mensagem do site “De coração a coração” QUEM SÃO AS SEMENTESESTELARES?<https://lecocq.wordpress.com/2016/11/11/quem-sao-as-sementes-estelares/> E estou sem respostas. Desde 12 anos, acredito ou perto disso, sinto como se faltasse algo nessa existência, nesse planeta. Desculpe as palavras, mas sempre achei “muito pouco” o que me foi ensinado: nascemos, crescemos, reproduzimos e morremos. Pra que? Por quê? O que nos tornamos? Algumas vezes me peguei pedindo a Deus que me levasse embora, pois esse planeta é muito mal. Muita violência, muita maldade em torno de nada! Sempre achei que as pessoas, os Seres Vivos são Divinos, mas não enxergam isso. Não ganhamos nada destruindo os outros, os sonhos dos outros. Porém, ao mesmo tempo me sentia culpada por estar desfazendo do meu plano encarnatório, que ainda não sei qual é. Tenho uma missão como todos, mas não sei. Já fui algumas vezes a casa de Candomblé jogar búzios para saber mesmo qual a minha função na Terra. Nunca me disseram. Dizem que eu não posso saber ainda. Quis até entrar para o candomblé, mas não deixaram. Disseram que meu lugar não era lá. Que eu meditasse para encontrar o meu lugar, mas na época não tinha maturidade suficiente para entender as coisas. E não adianta perguntar o que vim fazer aqui porque não dizem. Olham-me com tanta ternura, alegria, amor e carinho, mas não me dizem nada. Tinha desistido de saber até agora quando li essa mensagem. Agora vejo que a família em que eu nasci, dos percursos que fiz profissional e pessoal, dos lugares que passei, das pessoas que convivi e das experiências que vivi, tudo, tudo me despertou ou estou próxima do Eu Sou. É como se estivesse colocando no meu lugar. Eu tenho um sentimento de caridade enorme. Quero ajudar a todo mundo, compartilho tudo o que sei e colaborar com todo mundo desde que não seja para fazer o mal a ninguém. Não sabia o porquê essas minhas ações me trazia uma Paz, um sentimento de justiça enorme, um sentimento de encontro com algo maior do que eu. Também não conseguia me enquadrar nos grupos etários de acordo com minha idade. Sempre preferi as pessoas mais velhas, desde criança. Até meus trabalhos e pesquisas acadêmicas são ligadas aos conhecimentos ancestrais. Sem contar que os filmes como a Trilogia Matrix, Avatar, Lucy e Ponto de Mutação, me fizeram sentir familiar. Sempre achei que não éramos os únicos habitantes desse universo. Muita pretensão dos humanos quererem controlar o universo, a vida sem amor a si e ao outro! Quando criança do que consigo me lembrar, costumava observar o céu noite, com perguntas infinitas, mas também me lembro de luzes que ficavam paradas no céu próximo a minha janela. É como se me acompanhassem. Nunca disse isso pra ninguém, mas agora faz sentido tantas coisas. É possível me dizer se sou humana ou não, se sou de outro planeta? Se sim, Qual? Como cuidar de minha energia de forma que possa utilizar os meus dons para auxiliar os próximos? Gratidão eterna por estar sempre comigo. Por me amar tanto, mesmo quando eu não sabia nada ou fazia as coisas “certas”.

Resposta:

Filha amada. Que o amor de Deus esteja guardado em seu coração. Você percebe minha amada, que trouxe todas as respostas? O que te falta a crer nas respostas que você mesmo trouxe? Falta coragem a olhar para ti como és? De todas as dores que possui, a maior delas é a saudade dos dons que veio a ancorar nesse mundo. Você sente que tens preciosidades em seu coração, que começa por seu amor, pelo sentimento de caridade, pela doçura de sua alma. Sim filha, você é uma das almas que vieram com a simples missão de estar aqui para buscar sua autenticidade. Você é uma daqueles que vieram com a missão de expandir a consciência da humanidade, elevando a todos a novas e melhores perspectivas, mostrando que há algo mais. Mas não se preocupe como fará isso, pois acontecerá no momento adequado. O que precisa agora é buscar sua paz, ir de encontro a todo esse amor que carrega em seu coração. Ao encontrá-los, seus dons brilharão como magia, como se fossem milagres, mas será apenas sua beleza a resplandecer. Há sim no mundo muita violência, muita disputa, mas há também muita paz, muita sabedoria ancestral. Busque pela paz da natureza, quando seu coração se conectar com as mazelas do mundo, imagine a paz de uma cachoeira, a paz que irradia do oceano, de uma simples flor num jardim. E ao mudar seu foco, encontre sua própria paz que se refletirá em seu amor. Aos poucos, ancorando essa paz, encontrando esse amor que carrega dentro de ti, seu propósito se manifestará e ficará mais claro a que veio. O sentimento que traz filha é de uma alma antiga, que já experimentou a paz e agora deseja novamente vê-la manifestada. Você veio a mostrar luz para aqueles que veem apenas as sombras, que ainda estão presos ao holograma da ilusão. Eles só veem as sombras, mas poderá mostrar a luz com seu amor. Para isso filha, busque se encaixar em trabalhos que te faça bem, onde possa ajudar seus irmãos, busque por grupos que te permitam servir em amor e caridade, que cada gota de luz que espalhar se tornará numa enxurrada dentro de ti. E essa luz brilhará, pois se expandirá de seus olhos, de seu sorriso a mostrar seu amor.

Sou Mestra Nada

CICLO DE REPETIÇÕES

Pergunta:

Mestres, gratidão pela oportunidade. Quero perguntar o que posso fazer para ter um maior entendimento das lições que preciso vivenciar agora, e quebrar esse ciclo de repetições na minha vida?

Resposta:

Minha amada irmã. As repetições estão aí para que tire as lições necessárias. As repetições são sua própria lição, para que interrompa o ciclo que se inseriu. Elas desejam te mostrar justamente isso. Como quebrar? Repare como elas se dão. Se, são repetições, o que precisa fazer é encontrar o ponto onde elas se repetem, e então agir de forma diversa. Fique em paz.

Confúcio

Canais: Thiago Strapasson e Michele Martini – Fevereiro/2017

Colaboração: Ilza Barreto.

Fonte: http://www.pazetransformacao.com.br/