terça-feira, 21 de março de 2017

PERGUNTE AOS MESTRES - 31




CONGREGAÇÃO DE PAZ E TRANSFORMAÇÃO

PURIFICAÇÃO E TRANSMUTAÇÃO

PAZ, LUZ E AMOR.


* Para enviar uma pergunta aos Mestres, acesse o site:http://www.pazetransformacao.com.br/ e preencha o formulário ao lado direito da página inicial. O formulário permanece disponível somente às segundas-feiras.




BUSCANDO O SILÊNCIO



Pergunta:


Tenho muitas perguntas, mas sei que todas nascem da mesma fonte. Preciso que vocês clareiem por onde começar de novo. Posso confiar na minha intuição, estou seguindo minha missão? Como identificar se estou sendo guiada pelo ego ou pelo coração? Ainda tem os lutos. Assim, o que fazer em relação a morte do meu irmão? O que fazer em relação ao amor que se foi, devo ainda buscá-lo? Suas mensagens têm sido bálsamos em minha jornada, Amo vocês, e sou muito grata!

Resposta:

Minha amada filha, quantas perguntas para poucas respostas. As perguntas são tão singelas, mas são elas que nos levam ao caminhar, ao buscar, ao procurar. Mas para respondermos precisamos trazê-las ao nosso coração, ao nosso centro de amor, onde entendemos a vida a partir de uma facilidade maior. Eu queria te dizer filha, que precisa buscar seu silêncio, pois sua mente está inquieta e, por isso, se afasta daquilo que é seu propósito. Nós apenas nos encontramos quando nos silenciamos e, assim, permitimos que o amor de nosso coração irradie ao mundo. Busque seu silêncio diariamente, vá se silenciando para que se encontre. Esse é o primeiro passo para nos compreendermos, quando já somos capazes de estar em silêncio dentro de nós mesmos e podemos sentir o que somos. É um processo que no início não surtirá tantos efeitos, mas progressivamente você verá o resultado que se manifestará em sua vida. Silencie-se! Aquiete-se! E dentro desse silêncio se expanda. Encontre sua paz a partir de seu silêncio, que é quando todas as respostas serão trazidas até ti, mas não em palavras, mas pela paz de seu coração. Da paz, a respostas virão através do sentimento de fé e esperança, onde o agora será belo.

Sou Maha Chohan

PREOCUPAÇÃO COM OS FAMILIARES E DEPRESSÃO

Pergunta:

Tenho 76 anos, casada e tenho 05 filhos e 10 netos. Sou muito preocupada com todos e também me preocupo com as pessoas ao meu redor e até pelas pessoas que não conheço. Tenho muita preocupação na parte financeira, pois os negócios e rendas do meu marido são pequenos, e mesmo os negócios que aparecem não se concretizam. Tenho depressão e às vezes falta de ânimo diante das situações que a vida me apresenta.

Resposta:

Filha, hoje gostaria de te contar algo. De dizer algumas coisas que precisa compreender. A vida na terra é uma busca incessante por nossa felicidade e pela daqueles que estão ao nosso redor. Mas em razão da aparente separação que se incluíram, vocês buscam a felicidade, apenas para si próprio, que reflete na preocupação pela felicidade daqueles que estão próximos. Mas no fundo toda a felicidade é buscada para si mesmo, porque dentro dessa ilusão, vocês não conseguem ver-se em unidade com o todo, ainda. Nessa visão parcial, humana, diria, sem o panorama da situação, vocês acabam entrando nessa busca e se preocupam com a própria felicidade, bem como de seus familiares. Mas veja que não é uma preocupação que demonstra o amor genuíno, que libera e que permite que cada um siga seu caminho. Vocês se esquecem de que todos são igualmente filhos de Deus protegidos pelo Pai. Então observem que muito daquilo que compreendem por amor no fundo é apego. Porque vocês não amam verdadeiramente a ponto de liberar e confiar, se necessário for, mas querem a pessoa para si, vivendo a sua própria felicidade, porque ali veem uma oportunidade de felicidade pessoal a partir do outro. Nessa experiência terrestre, então, vários conceitos foram sendo modificados. Veja que o amor que sentem não é o amor verdadeiro que parte do interior ao exterior, é um amor que vê no objeto externo, no irmão, uma possibilidade de ter um pouco de felicidade. Então vocês vivem seus dias pensando amar, pensando sentir, emocionar-se, mas são pensamentos e não sentimentos. Os reais sentimentos que partem da essência não necessitam de qualquer condição externa. Eles são puros e irradiam do interior. Veja que o pensamento projeta a felicidade em algo exterior (seus filhos, netos, marido, dinheiro), mas o verdadeiro sentimento independe do objeto que o gera, porque é uma conquista, algo que parte de dentro e se internaliza. Vocês não amam um objeto exterior ou uma pessoa, mas a sensação que lhes traz. Se não concordam liberem seus irmãos, seus parentes, à vida, pois quem ama deixa ir e confia, não prende. Mas digo isso apenas para que compreenda que muitas vezes lançamos nossa felicidade a algo externo a nós, o dinheiro, uma companhia, os bens da vida, e pensamos somente sermos capazes de ser felizes e amar se estivermos em posse da pessoa ou daquilo que pensamos necessitar para encontrar a felicidade. Mas a real felicidade é justamente a ausência de dependência de tudo que for externo a nós. Por esse motivo a vida na matéria nos leva a situações de grande desafio interior, pois isso nos conduz ao nosso interior, pois quando já não temos o objeto de nosso desejo descobrimos que esse sentimento sempre esteve em nosso interior. Ele sempre esteve ali, mas entendíamos sermos dependentes de algo externo que nos gerava aquilo que era um pensamento, e não um sentimento. Nessa situação que vivencia você acredita que sua paz depende da forma como seus filhos, netos, e marido estejam, se estiverem no que entende por conforto, você é feliz. Mas quando tudo foge ao controle a felicidade se esvai. Mas se compreendesse que a paz e o amor que tem dentro de si é seu estado natural, essa é você, você veria que sempre teve tudo em sua vida, independentemente de qualquer coisa que te conduza à insegurança ou te desestabilize. Você tem essa paz por si só. Tudo que está ao seu redor, então, são experiências que te mostram o quão forte é o sentimento de paz dentro de ti, de amor. Muito fácil é irradiar sua paz e seu amor em um ambiente seguro e protegido. Mas a prova é descobri-la independentemente de algo externo, pois ela é sua essência mais pura. O dia que descobrir essa paz, esse estado de ser, encontrará grande alegria em sua vida. Persevere minha irmã, busque em seu interior sua paz, que você verá o que é capaz de realizar a partir desse estado interior. Esteja nessa paz minha irmã.

Sou Serapis Bey

QUERER GANHAR O MESMO SALÁRIO DO COLEGA

Pergunta:

Queridos Mestres, é com muita gratidão que espero ter uma luz para a minha pergunta. Eu, Mestres, nesta minha encarnação, tenho a sensação de ter escolhido vir resolver tudo de uma vez, pois já passei por sofrimentos muito dolorosos, mas apesar disso mantive sempre o meu coração em pedido de ajuda e superação, não foi fácil, mas realmente, a força que eu pensei muitas vezes não ter, fui conseguindo superar muito devagar. Houve momentos da minha vida que até o paraíso ou o céu essa quietude eu queria que não existisse, pois nem isso me dava alegria, mas com a ajuda de toda a família de luz hoje estou em paz, consegui superar a parte emocional dos relacionamentos, estou sozinha há muito tempo. Não sei se ficarei sozinha, mas não é uma questão que me incomode, aceito o que tiver que ser. Mas há uma questão que eu não sei como resolver, que é a nível financeiro. Eu já estive no fim do poço, sem trabalho, com contas para pagar, e hoje estou empregada, faço o que gosto e tenho uma gratidão imensa por tudo que tenho e até mesmo por tudo o que passei, mas a minha questão é que: estou numa empresa e tenho um colega que entrou na mesma altura que eu, e ganha mais que eu, gostava de poder ter o mesmo ordenado que ele, não sei se devo falar diretamente com o meu patrão, porque já falei com o meu chefe e ele não me liga, ou se devo deixar fluir e esperar? Esta parte do dinheiro é a que eu sinto ainda existir algum medo e alguma resistência, pois continua a repetir. Se o ciclo da falta, da carência, eu peço uma luz uma orientação para conseguir limpar e transmutar esta minha repetição, agradeço de todo o meu coração está oportunidade. Namastê!

Resposta:

Amada, veja o quanto sofre hoje devido apenas à sua insatisfação interior diante do que a vida pode lhe oferecer. Passou por situações que foram difíceis para ti, e hoje vive uma situação agraciada por Deus, mas ainda assim, queres mais, minha amada? Não há mal nesse sentimento, minha querida, ele é muito comum na sociedade que vivem hoje, mas esse sentimento de insatisfação é simplesmente a falta da busca interior. A busca pela satisfação externa, pelas companhias amorosas, pelo salário melhor, é apenas algo que falta dentro de si mesma, mas que em nenhum momento optou em buscar, minha querida. A vida sempre lhe apresentará as repetições, pois na verdade a vida simplesmente está repetidamente lhe agraciando com muitas bênçãos que tu somente consegues perceber como dificuldades. Percebe minha amada? É muito simples, minha flor querida. Apenas precisa buscar a sua verdade interior. Focar na sua elevação espiritual não para atingir patamares de elevação, mas sim para que encontre essa alegria e sentimento de completude que já está presente em sua vida, mas que não consegue perceber. A meditação, a busca pela tua verdade, trará as suas respostas, minha querida. Apenas digo a ti que a tua busca é apenas interna. Fique bem. Com amor.

Mestra Rowena

RELACIONAMENTO COM TRAIÇÕES

Pergunta:

Queridos Mestres, há nove anos vivo um relacionamento complicado, na verdade este homem se manteve durante esses anos todos, se relacionando comigo e outras mulheres. Já tentei sair desta relação por diversas vezes, mas esse homem sempre consegue nos convencer de ficar com ele, nos envolve com suas mentiras e falsas promessas. Há poucos dias atrás decidi terminar de vez com isso, porém ele ficou atrás de mim insistentemente dizendo que se arrependeu de tudo que já me fez e que quer ter um relacionamento sério comigo e que promete mudar e ser diferente. Sinceramente eu estou na corda bamba, pois sei que gosto muito dele, mas sinto medo de dar esta chance e me arrepender amargamente outra vez. Por favor, me ajudem, eu não sei o que fazer. Gratidão!

Resposta:

Minha amada irmã. Precisa se perguntar por que se submete a algo que não a faz feliz, porque aceita algo menor do que poderia ter? Sente-se incapaz de ser amada, de ser feliz? Busque dentro de ti a insegurança de estar só, a dificuldade de ser plena e de encontrar seu autoamor. Você não necessita aceitar, deixar-se enganar, viver uma irrealidade apenas para que tenha alguém ao seu lado. Você tem tudo que precisa dentro de ti e poderá se sentir amada se se permitir estar só pelo tempo necessário a se fortalecer. Jamais diremos a ti qual a atitude que deve ter, mas acredito que aqui há uma indicação do caminho, que é o de se fortalecer primeiro antes que aceite algo que te conduza novamente ao ciclo de sofrimento. Você precisa romper com esse ciclo, minha irmã, e o caminho é de se compreender como autossuficiente, de aprender a estar bem consigo mesma. A partir desse sentimento interior poderá então construir relações de empoderamento mútuo, onde então possa doar e receber o amor que guardas em seu coração. Mas isso somente será possível quando der o tempo necessário para que aprendas a estar bem consigo mesma.

Sou Mestra Nada.

TRABALHO COM ARTESANATO

Pergunta:

Bom dia. Tenho 53 anos, casada, três filhos. 1- cadeirante, 2- advogado, 3- casado economista. Minha vida não é fácil, tudo que faço não vai pra frente, atualmente faço artesanato, mas não vende, está muito difícil. Tenho depressão e há muitos meses estou travada sem conseguir costurar nada. Será que é este o caminho que devo seguir para ser independente financeiramente, pois esse é o meu maior desejo. Por favor, me dê uma luz, um caminho. Obrigada, gratidão!

Resposta:

Amada irmã. Vejo você envolvida em situações, onde não encontra morada para o seu coração e para as lágrimas que caem, ao observar a vida seguindo para os seus filhos e, para ti, que tem o coração de mãe, começa a se ver só. Vocês estão cada um seguindo a sua jornada de vida minha filha, não a deixarão desamparada. Por isso, minha irmã, foque em fazer o que ama, mas fazer verdadeiramente colocando amor no seu trabalho, mesmo sem esperar retribuição financeira. Essa jornada, filha, mostra muitos caminhos alimentados pelo medo e pela dor. Mas tu, permanecendo firme no trabalho com amor, perseverar. Apenas, minha querida, seja verdadeira consigo mesma e permita que a sua vida seja levada sempre de forma transparente, pois o trabalho realizado com amor sempre renderá bons frutos. Siga seu coração minha irmã.

Mestra Rowena


Canais: Thiago Strapasson e Michele Martini – Fevereiro/2017

Colaboração: Ilza Barreto.

Fonte: http://verdadetransmutadora.blogspot.com.br/ e http://coracaoavatar.blog.br/