segunda-feira, 13 de março de 2017

PERGUNTE AOS MESTRES - 23




CONGREGAÇÃO DE PAZ E TRANSFORMAÇÃO

PURIFICAÇÃO E TRANSMUTAÇÃO

PAZ, LUZ E AMOR.


* Para enviar uma pergunta aos Mestres, acesse o site:http://www.pazetransformacao.com.br/ e preencha o formulário ao lado direito da página inicial. O formulário permanece disponível somente às segundas-feiras.


DESCONEXÃO E RESISTÊNCIA

Pergunta:

Olá Mestres, imensamente grato por tamanho amor e interesse em contatar conosco, oferecendo esse inestimável auxilio. Gratidão maior ao Nosso Deus Pai/Mãe Celestial, por orquestrar todo esse processo. Gratidão também àqueles que exercem esta função de canais para essa aproximação. Vamos à questão. Bem, sinto como se não soubesse onde estou e me vejo frequentemente “perdido” em todos os aspectos da minha vida, e nem mesmo minha meditação tem ocorrido com a habitual tranquilidade, sinto também como se pisasse no chão, porém não sentisse meus pés, minha cabeça por vezes não acompanha raciocínios lógicos num bate papo qualquer, e perco com muita facilidade a noção do tempo e espaço onde estou. É preciso ressaltar ainda alguns períodos de ansiedade, medo e raiva, logo após calmaria e tranquilidade, como se nada daquilo tivesse existido. Procuro evitar uma compreensão “humana” pra tudo isso, e acho que até mesmo minha conexão ficou perdida nesses últimos dias, devido a essa turbulência, por assim dizer. Percebo golpes muito duros de “resistência” a todo o processo que nós, seres humanos e o planeta, estamos vivenciando. Busco uma orientação para esse AGORA. Gratidão amados Mestres!

Resposta:

Meu filho de amor e caridade. Sabemos da sua vontade imensa em irradiar amor, em ser luz e brilhar em meio a todos que convive. Mas meu filho, só serás o agente transformador, brilhando amor, quando conseguires trabalhar os aspectos interiores que tens mantido escondidos de si mesmo, na tentativa incessante de ser uma pessoa boa e em paz. A bondade e a paz nascem do coração, e são conquistadas às duras penas, somente com a exposição dos sentimentos inferiores a si mesmo. O que precisa filho é deixares sair os aspectos inferiores e purificá-los. Trouxemos em algumas canalizações, ensinamentos que mostram como trabalhar esses aspectos através da canalização das emoções armazenadas em cada um dos chacras, e então aglutiná-las para que então se tornem parte da sua mestria e experiência ficando no seu registro akháshico. Trazemos aqui a resposta dessa forma a ti filho, pois és buscador da verdade e não tens medo de enfrentares a ti mesmo. Apenas precisas de uma direção. Portanto, a resposta é essa, filho. Podes buscar o seu equilíbrio, trazendo os aspectos inferiores à tona, para serem tratados, limpos e curados. E então perceberá como esses sintomas sumirão, pois não será mais a dualidade dentro de ti, será um autêntico e verdadeiro Ser de luz.

Sou Mestra Rowena.

DESENCONTROS AMOROSOS

Pergunta:

Ontem reencontrei uma pessoa com a qual me relacionei por aproximadamente um ano. Foi um reencontro que pedi muito que acontecesse, mas no fim deu tudo errado. Esse rapaz com quem me relacionei tem uma companheira, por isso nosso relacionamento foi escondido. Eu era sua amante. Não me orgulho de termos começado dessa forma, essa situação sempre foi um conflito pra mim. Eu era feliz por estar com ele, mas também sentia culpa por ser da forma errada. Basicamente terminamos porque ele perdeu o trabalho e se mudou para outra cidade. Desde então eu não soube muita coisa dele. Mas eu tinha esperança de que ele voltasse pra me reencontrar. Nos desencontramos porque não entendi os sinais e gestos que ele fez para mim. Foi então que cometi o erro de voltar e ficar de plantão perto da casa onde ele estava na esperança de ter outra oportunidade de falar come ele. Mas não deu certo porque se ele viu que eu estava ali me ignorou por completo. E o que é pior, a companheira dele me viu também e acho que ela ficou bem desconfiada. Foi então que cheia de vergonha e constrangimento, voltei pra minha casa e agora estou aqui com muita culpa e remorso pela situação que acabei criando para todos nós. Meu questionamento é: Estou errada ao desejar que ele volte e que decida escolher a mim assumindo um relacionamento comigo da forma correta? Nutrir essas esperanças é ilusão da minha mente? Vocês podem me dizer se sou correspondida por ele ou se ele só me vê como uma aventura passageira? Só sei que hoje estou com uma enorme vergonha do que fiz. Eu ainda gosto e sinto falta dele na minha vida, mas acredito que depois do desencontro de ontem ele nunca mais vai querer me ver de novo. Porque no meu desespero de querer ver e falar com ele de novo, criou uma situação ruim pra ele. Por favor, podem me ajudar a esclarecer esses sentimentos? Minha dor emocional está pesando muito hoje. Gratidão.

Resposta:

Amada, envolvida na luz violeta estou aqui a irradiar em ti a chama da transmutação e do perdão. Sou Mestra Kuan Yin, e venho contigo acompanhar a dor que sentes em teu coração, por não conseguires perdoar a ti e ao seu ex-companheiro, por algo que não faz mais parte do presente. Sabemos que esteve vivendo momentos felizes ao lado dele. Mas em todos eles filha, entregaste completamente a ti mesma esquecendo-se de si. Portanto, machucou-se. E estás de novo sozinha para ter a oportunidade de trabalhares o seu amor próprio. As emoções, os sentimentos aflorados de paixão filha, são mantidas pela carência que traz dentro de si por não encontrares a si mesma. Necessita viver certas experiências dolorosas para perceberes que nenhuma delas aliviará o seu coração. Para então, cansada dessa luta, decidas por uma vez buscar o amor próprio. Esse amor filha, ninguém tirará de ti, e formará uma mulher forte e livre. Sem sentimentos armazenados de medo e insegurança, que trazes inconscientemente devido a experiências dolorosas não trabalhadas, e que precisam ser liberadas e perdoadas. Perdoe as experiências que se foram filha, permita que vá e se desconecte de você envolvidas na luz violeta. Então, em ti permanecerá somente o equilíbrio, aquele que encontraras somente com o silenciar da mente e a liberação dessas experiências através do perdão. Entenda filha, que todos que passaram pela sua vida e esse rapaz também, são apenas personagens da sua história, personagens que estiveram presentes em momentos específicos para que você olhasse para dentro de si e descobrisse algo em si mesma. Mas eles somente vieram de passagem para despertar em ti a sua força e o seu olhar para dentro. Siga em paz minha filha.

Kuan Yin.

DIFICULDADE COM O PAI

Pergunta:

Querido Mestre/Mestra, gratidão pela sua atenção e auxilio em meu questionamento. Minha questão é em relação ao meu pai, desde criança observo a dificuldade dele em lidar com a vida, com a família, com o trabalho, sempre se colocando em posição de vítima de tudo e de todos, nunca assumindo nenhum tipo de responsabilidade com sua vida, nem comigo sua filha e minha irmã, não respeitando seus pais, se queixando do tratamento que teve quando criança por parte da mãe dele, reclamando que as filhas não o procuram, não aceitando ir ao médico para se tratar, para tomar algum tipo de remédio que faria com que ele se acalmasse, pois sempre está nervoso e ansioso, não consegue conversar normalmente e nem ouvir, como se estivesse sempre a ponto de explodir, nunca para em nenhum emprego e hoje já com quase 50 anos depende do pai de 80 anos para viver, tirando a paz dos pais que estão envelhecendo e querem viver suas vidas tranquilamente. Eu como filha já tentei me aproximar a alguns anos atrás, mas cada vez que me aproximo ele faz alguma coisa que acaba nos afastando, realmente me magoando, querendo me fazer sentir culpada por algo que não tenho nada a ver, confesso que tenho pena dele, não consigo sentir amor de filha, pois infelizmente não criamos esse vínculo, mas hoje consigo lidar melhor com isso, bem mais que uns anos atrás. Realmente não sei o que fazer em relação a ele, ás vezes penso se devo ou não me aproximar, pois como semente estelar me dói muito ver uma alma tão próxima passando por tudo isso, penso que talvez eu pudesse ajudar de alguma forma, intervir através do amor, ou se devo deixar seguir o próprio caminho que ele mesmo criou, tenho certo receio de me aproximar e acabar sofrendo, mas também sinto pena e tenho vontade de ajudar, não sei como proceder, por isso venho até aqui lhe pedir uma orientação. Muito grata pelas suas palavras, com amor.

Resposta:

Minha amada filha, sabemos da dor que carrega em seu Ser por essa situação, pois no fundo há um vínculo energético profundo que liga os membros de uma constelação familiar. E a dor de seu pai te irradia sem que sequer percebas isso. Você recebeu junto à sua herança genética, parte desse dor que assola seu Pai. Se olhar bem para ti, verá uma inquietação interior também, pois há parte disso em seu Eu Sou encarnado. O que se dá filha é que você como uma antiga alma, já possui registros muito mais avançados em relação ao seu pai, e por isso, sua energia não permite que sinta tanto a dor dessas restrições. Mas ela está contigo também. Precisa compreender minha filha, que a melhor forma de ajudar seu pai é cuidar de sua própria purificação. Pois em razão dos vínculos energéticos que possui com ele, ao se purificar você estará fazendo isso por você e por ele. A sua energia servirá como um filtro a ele, e você será capaz de o ver mais calmo a partir de sua própria transformação. O melhor que pode fazer é cuidar de si mesma, é seguir sua vida em paz, e deixar que todos esses medos sejam liberados. Ao fazer assim você verá o reflexo de luz a irradiar a vida de seu pai sem proferir uma única palavra, apenas fazendo aquilo que veio a fazer, purificar-se e irradiar sua luz. Esteja em paz.

Sou Serapis Bey.

DIFICULDADE DE ACEITAÇÃO

Pergunta:

Tenho dificuldades em aceitar as condições que vivo na minha vida. No trabalho, na minha vida familiar, profissional, tenho a sensação que as coisas pra mim não fluem. E me sinto culpada porque acho que faço pouco. Tenho desânimo de tentar algo novo. Sinto-me cansada. O porquê dessa sensação?

Resposta:

Minha irmã, o que sentes é a restrição que ainda guarda dentro de ti. Ela se manifestará muitas vezes com a falta de aceitação das experiências, em forma de ira, de cansaço, de falta de fluxo. As emoções que guarda dentro de ti, são as que estão em seu registro, escondidas, mas que precisam vir à mostra para serem curadas. A sensação que tem é como se estivesse em um veículo com freio, ele não se movimenta como pode. Isso é porque luta contra a vida e no fundo isso é uma forma de se esquivar de si mesma, de não tomar contanto com o que precisa para se libertar dessa sensação. Busque a raiz dessa sensação no apego que traz sobre experiências da vida. O ponto onde manifesta essa falta de aceitação é onde está à chave para se abrir ao fluxo. Mas isso só faz, quando nos arriscamos na vida. Quando soltamos e ousamos nos enfrentar, a nos colocar em busca de nossos medos, quando deixamos de nos esconder por trás daquilo tudo que nos traz segurança à vida. Quando abandonamos essa segurança e ousamos encarar nossos medos, nos libertamos para nossa própria purificação interior. A sensação de cansaço é saudável, pois é ela que te fará soltar o freio da vida. Quando já não aguentamos mais lutar contra nós mesmos, então relaxamos os ombros, respiramos e dizemos seja o que Deus quiser. Nesse dia você sentirá as dores dessas energias que guarda, mas ao mesmo tempo cada dia mais, será tomada por uma profunda paz, a paz daqueles que estão entregues à vida sem receio do que possa acontecer. Esse processo de entrega, de sair do controle mental das situações, te tirará essa sensação de cansaço. Esse é um sintoma daqueles que controlam a vida com a mente e se esquecem de olhar e sentir o coração. Esteja em paz minha irmã.

Serapis Bey.

DOENÇA NÃO IDENTIFICADA

Pergunta:

Mestres, há tempos que eu venho sofrendo de uma doença da qual eu não consigo obter a cura, durante algum tempo até os próprios médicos não souberam o que realmente eu tinha, já estudei aspectos psicológicos da doença, procurei em livros respostas, porque acredito saber que toda doença de início provém de algo emocional ou espiritual. Mas embora eu saiba disso não consigo encontrar a solução. Tem momentos que eu acredito totalmente na cura e em outros sinto como se escolhi estar nisso, ou não faço tudo o que precisa ser feito para ser liberada, eu não entendo mais. Sinto-me muitas vezes perdida. Sinto muito a necessidade de entender o propósito de tudo isso, ou a real causa, para que eu possa transformar isso. E por outro lado os dias vão passando e eu me acostumei com o fato de estar doente e isso não é algo bom do meu ponto de vista, preciso de uma orientação para que eu possa ter uma visão maior de tudo isso e sendo assim me posicionar de maneira diferente. Porque me vejo perdendo cada vez mais a capacidade física e ficando com sequelas. Escuto mensagens dizendo que as doenças trabalham para evolução de aspectos que precisa ser trabalhados, mas fico na dúvida se é realmente isso, ou algum carma ou simplesmente meu ego. Realmente estou num ponto que preciso de um esclarecimento maior para chegar à cura. Agradeço de coração todo o amor que recebemos de vós. Gratidão!

Resposta:

Amada filha. Não há problema algum físico manifestado em seu corpo, em seus órgãos da matéria que veste como um espirito encarnado. O que há filha, e é por isso que ninguém identificou o que deve ser tratado, são falhas, rupturas, fendas em seus corpos sutis, que estão ligados sim ao corpo físico, mas não manifestam até agora, algo que possa ser identificado e tratado por médicos que tratam do corpo físico. O que deves buscar filha são tratamentos que restaurem o seu campo áurico, os seus corpos sutis. Busque tratamentos de reposição energética, vá trabalhando através de banhos de ervas, a recomposição dessas camadas danificadas. Procure utilizar ervas aromáticas como: Alecrim e rosa branca, que vão aos poucos restaurando e sutilizando essas fendas que há nos seus corpos sutis. Especificamente o seu corpo búdico precisa de restauração. Procure tratamento de cura quântica. A aplicação do símbolo OM CHI repetidamente, em várias sessões de terapia, fará a reconstituição desse campo que está mais danificado. Assim como a sua busca por formas de tratamento alternativo, como Reiki e cura quântica, que podem trazer a você a oportunidade de curar-se. Esteja em paz minha filha.

Pai José de Aruanda .

GUARDA DOS NETOS

Pergunta:

Tenho 56 anos, tenho vida de muita fé, porém muita luta e anseio, pela graça de ter a guarda definitiva de duas netas que eu crio há um ano, pois estavam em situação de risco vivendo com minha ex-nora, meu filho pai das meninas, mora em outra cidade e é ausente. Desejo muito mudar desta cidade que moro atualmente, por me sentir ameaçada pela família da minha ex-nora. Por favor, me dê uma orientação.

Resposta:

Amada irmã, entenda o seu papel minha querida, nessa história de amor e sofrimento. É a avó das crianças, e detém a guarda devido à dificuldade de permanecerem com a mãe por hora. Mas amada filha, a natureza da vida diz sem pormenores, que as crianças são carentes de amor materno, ali elas poderão sentir a representação do amor que o Pai nos envia com tanta abnegação. Permita que se deem os fatos de maneira leve e doce. Veja-se como uma personagem na história, apenas que está auxiliando em um momento de dificuldade, para que essa conexão se estabeleça. Mas esteja preparada para o momento, em que a alegria das crianças chegará ao reencontro com a mãe, de quem receberão muito amor ainda nessa encarnação. Portanto filha olhe para o nosso Mestre Jesus nesse momento, perceba como ele ajudou tantos, mas sempre permitindo que fossem livres e seguindo os seus próprios caminhos. Irradiando a sua luz nos momentos em que cada um precisou, mas sem interferir no seu livre arbítrio. Permita que o acerto aconteça. A paz é a única forma de viver feliz, minha filha. Siga em paz e envolvida no amor do nosso Mestre Jesus.

Mestre Gregório.

Canais: Thiago Strapasson e Michele Martini – Fevereiro/2017

Colaboração: Ilza Barreto.

Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/ e http://verdadetransmutadora.blogspot.com.br/