sexta-feira, 17 de março de 2017

PERGUNTE AOS MESTRES - 27




CONGREGAÇÃO DE PAZ E TRANSFORMAÇÃO

PURIFICAÇÃO E TRANSMUTAÇÃO

PAZ, LUZ E AMOR.


* Para enviar uma pergunta aos Mestres, acesse o site:http://www.pazetransformacao.com.br/ e preencha o formulário ao lado direito da página inicial. O formulário permanece disponível somente às segundas-feiras.


DIFICULDADE DE ORAR

Pergunta:

Meus amados Mestres e amigos cheguei ao Planeta num dia abençoado, 19.03.1953. Era dia do Pai. Quando disso tomei consciência, passei a dedicar esse dia a S. José, e oferecia-lhe a Flor dos Anjos, um Bordão de S. Jose e lhe chamava Pai da minha Luz. Apesar de ser católica de batismo, não gostava de religiões, tão pouco das orações, que sempre interrompia por não me identificar com sua vibração. Tive bastantes desencontros com os que me rodeavam por desenquadramento social. Um Deus que eu sabia não ser o meu, aí eu olhava o céu e sabia com clareza que Deus era uma suprema energia. Não foi fácil. E é sobre as orações a que venho falar. Porque não consigo rezar? Falo com a natureza, com os pássaros, com a chuva, o sol, as estrelas. Abraço as árvores e contemplo os detalhes das flores. Mas não conseguia rezar. Falava com as estrelas e entendia a linguagem dos pássaros e no meu silêncio eu chorava a fome do mundo, as guerras, à ausência da dignidade nos meus irmãos mais desfavorecidos. Tudo eu sentia no coração. A dor dos outros e a impotência também. No meu caminho assumi as minhas perdas e conquistas, e era dotado da grande benção da força para transformar e nunca desistir. Que estava mais enfraquecida era como se uma espada me caísse na mão direita e a força e fé eram automáticas em mim. Nunca me senti só e nunca precisei ver para acreditar, eu sabia que não estava só. E quando me preguntavam como conseguia ter tantas certezas, eu respondia: “Não sei como sei, apenas sei que sei”. Arranjava sempre uma forma de dar força aos que me rodeavam, e de reconstruir vidas, e renovar a força de quem a tinha perdido. Assim era. Mas foi um caminhar tão só e desenquadrada. Sempre me amei e sempre amei tudo que tinha com infinita gratidão. Nunca me queixo dos meus problemas, e aceito tudo como aprendizado. Suporto as minhas dores, sempre encarando tudo com clareza e com propósito evolutivo. Mas mesmo assim amados Mestres. Não sei Rezar! Sou um ser abençoado pela força e consciência que me guia. Pratico o silêncio, contemplo e toco os detalhes com o coração. Jesus foi o meu grande amigo e José pai da minha luz, aprendi a sentir e falo com a alma, com o coração, mas tenho dificuldade nas palavras. Digo a Mãe Divina, aos Arcanjos, aos Pretos Velhos de Luz (que foram a minha sinaleira espiritual) o quanto sinto não conseguir rezar as orações. Sinto-me até com culpa, e choro pelo muito que sinto pela indisciplina da oração. E por isso agradeço esta oportunidade de diretamente lhes colocar este meu conflito interno, meus irmãos, amigos e companheiros destes 65 anos da minha caminhada. Sei que estou aqui neste momento para servir Gaia. Fiz um Curso Quântico da Chama Violeta e uso esse conhecimento para servir Gaia, e ajudar os meus irmãos e os Reinos da Natureza. Visualizo com clareza a Chama Violeta na minha tela mental. Invoco a chama azul e verde e com as três chamas ajudo a humanidade e Gaia. Sinto sempre as mãos bem quentes nas invocações que faço, e tive já algumas pequenas manifestações na minha tela mental. Ultimamente visualizo rostos não muito definidos. Será por esta dificuldade de Rezar? Amados Mestres, sei que existem irmãos a necessitar muito mais da vossa ajuda e do vosso tempo. Posso aguardar a vossa resposta, sem tempo, pois nada do que exponho é urgente. Apenas gostaria de saber a vossa orientação para o meu caso. Apesar disso, sinto-me um Ser muito Abençoado! Em Luz e Amor vos Abraço!

Resposta:

Minha doce irmã, a maior oração não está nas palavras, mas sim no modo de ser. E você ora por simplesmente estar encarnada no planeta. A sua vida é sua oração, a sua vibração já é uma oração sem que digas uma única palavra, pois a melhor oração parte do coração e não dos lábios. Mas há algo minha irmã, que gostaria que buscasse dentro de ti. Eu gostaria de chamar para esse algo, que é aprender a receber. A vida é um fluxo de entrega, de amor, mas acima de tudo de troca de energias. Há dentro de ti algo que te impede de receber porque no fundo não se sente digna de receber nosso amor. Mas estamos aqui para te conceder nosso amor, nossa paz e toda nossa compaixão. Precisa apenas se abrir a isso, ao nosso amor e nada mais. Precisa se sentir bem em receber tudo que temos a te entregar, pois como te disse você é a sua própria oração apenas por estar aqui e apenas por isso já é digna de receber tudo que temos a te entregar. Precisamos apenas que aceite isso ancorando seu próprio amor, sentindo-se amada e a partir daí você verá como é fácil orar com os lábios. Mas como te disse, não é essa oração que esperamos de ti, mas sim a que sempre fez nessa vida, que a oração da alma, de sua vibração de amor. Você sempre orou, sempre estará a orar, de quando desperta a quando adormece. Pois há um lindo coração em seu interior que vibra e essa é a mais linda oração que pode fazer e sempre fez. Gratidão pela oportunidade de te servir minha amada irmã.

Irmão Gregório.

DIFICULDADE EM ME CONECTAR COM SERES DE LUZ

Pergunta:

Olá queridos Mestres. Primeiramente, sou eternamente grata por tudo que aprendi com vocês, com nossos irmãos galácticos e todos seres de luz que nos amparam. Mudei muito desde que iniciei meu despertar. Só que gostaria de entrar em contato direto com os seres de luz, meus mentores e amigos, vocês bem sabem o que há em meu coração. Vejo outras pessoas relatando experiências e me sinto sem merecimento, fico me perguntando por que eu não consigo. Isso me deixa mal às vezes. Poderiam me indicar algum exercício que possa me ajudar a me conectar melhor com vocês e com meu Eu Superior? Sou grata por esta oportunidade. Um grande abraço.

Resposta:

Minha querida filha, você já tem o contato com todos os seres de luz. Eles estão exatamente ao seu lado agora. E não há nada que não esteja aberto a você. Mas precisa compreender que cada alma tem um propósito, cada alma passa por suas experiências. E eu te digo, de que adiantaria ter contato com algo externo, se não nos abrirmos a nossa própria purificação, ao nosso coração? Veja, não é uma questão de merecimento nem ao menos de adianto moral, nada disso. Primeiro é o propósito de alma nesse plano, segundo é a abertura interior aos nossos próprios sentimentos. É buscar olhar para nós mesmos com verdade e sabedoria. E isso nada tem a ver com a luz de nossa alma ou com o adiantamento moral de nosso ser. O seu propósito por ora não está ligado a experiências extras sensoriais, mas não porque é menor ou menos elevada. Simplesmente porque isso ainda não te ajudaria. O que precisa minha irmã, é se abrir aos seus sentimentos, a suas emoções, é buscar dentro de ti o que ainda te restringe nessa vida. Quais são seus medos, seus apegos, o que te faz ainda despertar a ira contra o mundo. Eis o que deve buscar com sinceridade, pois a partir dos seus sentimentos ficará mais atenta ao seu corpo, aos arrepios, às energias que a circunda. Pois veja, vocês estão em um ambiente onde inúmeras dimensões convivem em um mesmo espaço, porém em níveis vibracionais diversos. Mas ao nos enfrentarmos e sermos sinceros com nós mesmos, passaremos a ouvir mais nossos corpos, nossos sentimentos e eis a porta para a experiência maior. A abertura ao coração, ao olhar interior. Essa é a porta para receber e sentir nossa presença. Esteja em paz minha irmã.

Sou Serapis Bey.

LUZES NO CÉU

Pergunta:

Muito grato pela oportunidade, estou trabalhando de vigia em uma fazenda, e durante a noite no dia 24/12/16, por volta das 22 h, vi no céu duas luzes claras, uma maior e outra menor, parecendo ser farol iluminando as nuvens, rodando em círculos, encontrando uma com a outra. Mostrei para algumas pessoas e todos ficaram encantados, fizemos orações, em seguida as luzes pararam e despareceram, minutos depois retornaram duas maiores e duas menores e depois varias luzes, todas em círculos, passando até por cima de mim, parecendo estar brincando, ficaram até às 2 h da manhã, depois sumiram, tentei contato com pensamento e palavras, e mais próximo delas, mas se afastavam nada foi estabelecido. Gostaria de perguntar aos Mestres o que seriam estas luzes, que me parece ser Seres, o que elas estão fazendo naquele local?

Resposta:

Saudações filho, essas luzes são nada mais que o chamado para que veja o quanto há no universo, que o mundo é muito maior do que pensa existir. Essas luzes aparecem a ti para te despertar a realidade maior, para que procures viver fora da caixa do mundo que o prende a uma realidade menor, quando há muito mais ao seu redor. É isso que estamos pedindo ao nos mostrar a ti, para que se expanda em sabedoria, mas sempre com humildade, com amor. Não pedimos para que conte ao mundo o que tens visto, não é isso. É apenas para que você acredite que há muito mais do que te ensinaram, e que dessa verdade interior, procure dentro de ti sua própria expansão, mas sempre respeitando o momento de cada ser, sem jamais impor sua verdade aos demais. Mantenha a sua certeza e a partir dela expanda seu mundo interior. É apenas isso que te pedimos agora.

Asthar Sheran.

SEM SENTIDO DE VIVER

Pergunta:

Queridos mestres. Escrevo-lhes porque preciso muito de ajuda. Desde criança eu já era mais quieta mais isolada e sentia medos, porém em 1998 comecei a sentir uma tristeza muito grande, chorava quase que o dia todo, sentia medo, insegurança, vontade de dormir o dia inteiro, não queria mais sair do quarto, falar com ninguém, perdi a vaidade, nem tomar um banho para mim era possível, perdi a vontade de viver, nada me animava, não tinha disposição para nada, inclusive com muita vontade de tirar a vida ali sozinha no quarto. Hoje com 41 anos continuo a sentir as mesmas sensações, minha vida parece amarrada em todos os sentidos, tudo que tento, me frustro porque nada dá certo, aí a cada dia vou ficando pior, me indago por que estou aqui se não consigo que minha vida se modifique, o que eu posso fazer, além de fazer uso de antidepressivos e fazer (há pouco tempo) terapia. O que há de errado? Não aguento mais não ter vontade de viver e sentir essas sensações tão horríveis de tristeza, frustração, baixa autoestima, estagnação, parece que algo prende minha vida para que eu viva humilhada, sempre com medos e inseguranças. O que posso fazer? Não aguento mais. Muito obrigada!

Resposta:

Minha amada irmã, saudações, sou Rowena e venho hoje trazer a ti um pouco do que tenho de mais precioso, o meu amor. Peço que feche os olhos por um minuto, respire fundo e sinta minha irradiação a ti. Nesse momento te envolvo com a chama do amor, te agasalho com o mais nobre dos sentimentos, o amor. Deixe que venham as lágrimas, deixa que seu coração se expanda para que eu possa te mostrar tudo que tens dentro de ti. Hoje minha irmã, muitos me consideram e me chamam de mestra, dizem que sou a mestra do amor porque ancoro a luz rosa no orbe terrestre. Mas minha irmã, quanta amargura passei até aqui, sofri por amor, por não gostar da vida, por não me sentir bem, foram duras provas de amor. Mas a partir dessas provas foi onde comecei justamente a me envolver com o amor, mas não o amor por algo externo a mim. Era um amor que depois de tanto sofrer me trouxe a libertação. Eu me libertei quando me amei. Sei que hoje você pensa ser difícil encontrar esse amor, mas minha irmã, eu já a vejo liberta de toda essa restrição que te atinge. Eu sei das amarguras que guarda em seu coração, mas a partir da chama de meu amor que te entrego agora você será capaz de sentir por um breve momento seu próprio amor. E essa minha querida, será a semente da rosa que planto em seu coração. Essa semente que deixo agora em ti se transformará numa linda flor que desabrochará em seu coração a te irradiar de seu amor. E desse amor você se libertará de toda essa restrição que guarda. Preciso apenas minha doce irmã que confie em ti, mais nada, apenas que a partir de meu amor permita a expansão do seu coração, para que então eu possa depositar a semente que te iluminará a vida em devoção a Deus.

Sou Rowena.

TRABALHO E MISSÃO DE ALMA

Pergunta:

Queridos Mestres, estou no último ano de um doutorado de Filosofia. Dediquei boa parte de minha vida a esta área de estudos, e no próximo ano provavelmente trabalharei como professor. Porém, com o meu despertar, percebo que a Filosofia como um conhecimento tridimensional, linear (que às vezes mais confunde que esclarece) já não tem mais nada a oferecer ao novo mundo quântico e intuitivo que está surgindo. Sinto como se a minha missão como professor desse conhecimento fosse inútil, chegando a me questionar se isso faz parte de minha missão de alma. Sou grato se puderem me dar alguma luz, pois não estou vendo muito sentido nessa nova missão que estou abraçando. Gratidão.

Resposta:

Amado filho, percebes o quanto és questionador? Portanto será um ponto chave de sustentação da visão da Nova Era no seu meio? Você com os títulos que conquistou, e acessando os meios onde irá trabalhar, poderá disseminar o que sabe a respeito da verdadeira realidade, e não a respeito somente do que aprendeu nos seus estudos. Fará as ligações do real com o não real, da matéria com a não matéria. Fará os seus alunos e colegas professores, se questionarem a respeito de tudo o que já aprenderam ou que já sabem. Você filho é peça importante nessa transformação. Apenas permita ser o que você verdadeiramente sente e estabeleça as ligações no pensamento das pessoas para que compreendam, a partir do que já conseguem entender como real, a conexão com o Novo Mundo que trará a eles. A incógnita é positiva, caro irmão. A dúvida, o questionamento, o desconforto que causará nas mentes atreladas à matéria que você terá contato, são justamente as portas de entrada para que passem a perceber e a procurar novas formas de compreender o mundo e a vida. Está na sua missão sim filho. Permita que se abram as oportunidades e leve a sua essência a transformar o seu meio.

Sananda.

VIDA PESSOAL

Pergunta:

Olá amados Mestres, tenho buscado encontrar o mais puro Amor e conexão espiritual em minha vida, mas vejo as dificuldades aumentando em todos os aspectos. Percebi uma auto sabotagem e uma falta de amor próprio, dificuldade com a família, e muitas guerras interiores, depressão e ansiedade. Estou a procurar o melhor de mim, um caminho para minha vida. Porque falho ao não encontrar o amor puro e belo em minha vida e dentro de mim mesma?

Resposta:

Filha amada, vejo você na tentativa de ultrapassar as ondas mais fortes da vida, mas sem uma sustentação. Na ansiedade de descobrir o oceano, tem feito tentativas incessantes de ultrapassar as ondas, que acaba trazendo novamente à margem. O caminhar na margem, minha filha, não é ruim, não é sofrimento. Não é belo como o olhar do oceano, mas tem a sua beleza quando percebe o aprendizado que coleta ali. Concentre-se nas conchas que existem na margem, caminhe na margem mais um pouco filha. Esteja mais presente aí nessa sua fase de estruturação e fortalecimento, para que possa estar preparada para um dia olhar o oceano. Todas as visões da experiência da vida são belas. A concha na margem, o brilho do oceano e até a luta contra as ondas para chegar até ele, é bela. A questão filha, é que nessa vida, várias etapas fazem parte do processo de aprendizado e libertação, mas todas as vezes que tenta pular alguma, as ondas do mar trazem você de volta à margem, para que conclua definitivamente aquela etapa que tenta pular. Ao aceitar caminhar na margem, e ao perceber a beleza que há em cada etapa do processo, as ondas vão se acalmando gradativamente, até que o mar se mostra a você de forma clara e límpida, liso como o céu. E assim, você poderá ultrapassar essa fase, que divide a margem da descoberta do oceano, mas com leveza e alegria. Mas as ondas somente sumirão filha, quando perceberes o quanto a margem é bela. Pois somente a partir da margem, é que terá a visão desse mar calmo e límpido. Quando chegares ao oceano, não terá mais essa visão tão bela, que fez parte de um momento singular na sua existência e que não mais voltarás. Permita-se viver cada etapa da sua vida, minha filha.

Vó Maria Conga.

Canais: Thiago Strapasson e Michele Martini (Michelinha OM) – Fevereiro/2017

Colaboração: Ilza Barreto.

Fonte: http://verdadetransmutadora.blogspot.com.br/ e http://coracaoavatar.blog.br/